EFE/Martin Alipaz
EFE/Martin Alipaz

Sainz aproveita problema mecânico de Peterhansel e assume ponta no Rally Dakar

Piloto espanhol lidera com uma desvantagem de 1h11min29s para o segundo colocado Nasser Al-Attiyah

Estadão Conteúdo

13 Janeiro 2018 | 20h22

O Rally Dakar tem um novo líder entre os carros. Depois de uma sexta-feira de folga em La Paz, a competição off road mais importante do mundo teve neste sábado a disputa da sétima etapa, já toda no território da Bolívia. No percurso que ligou a capital boliviana até Uyuni, na especial mais longa até agora com 425 quilômetros cronometrados (727 km no total), o espanhol Carlos Sainz aproveitou problemas mecânicos do veículo do francês Stephane Peterhansel e assumiu a ponta na classificação geral.

+Rally Dakar chega à Bolívia e pilotos encaram protesto e altitude em La Paz

Com 'bruxa solta' no Dakar, multicampeão e ex-técnico do Chelsea abandonam

Neste sábado, o Peugeot do piloto francês - 13 vezes campeão do Rally Dakar - sofreu uma falha no amortecedor e teve outros danos na suspensão. Sem poder contar com a ajuda de mecânicos, já que esta etapa fez parte do formato "maratona", Stephane Peterhansel ficou para trás. Alheio a tudo isso, Carlos Sainz venceu pela segunda vez consecutiva, terminando com 12min05s de vantagem para o também francês Giniel de Villiers e o príncipe catariano Nasser Al-Attiyah.

Carlos Sainz lidera agora o Rally Dakar, com Nasser Al-Attiyah na vice-liderança com uma desvantagem de 1h11min29s. Stephane Peterhansel chegou 1h47min56s depois do espanhol neste sábado e é o terceiro na classificação geral, a 1h20min46s do primeiro colocado.

Entre as motos, o francês Adrien van Beveren chegou em segundo lugar na etapa e reassumiu a liderança, que era do argentino Kevin Benavides. O vencedor neste sábado foi o espanhol Joan Barreda, mesmo com uma queda no percurso até Uyuni. Fez o tempo de 5h11min10s, com 2min51s de vantagem para Van Beveren e 8min02s para Benavides.

Com os resultados, Adrien van Beveren retomou a liderança, mantendo Kevin Benavides a 3min14s de distância. Joan Barreda é o terceiro colocado, a 4min45 do francês. A competição de motos do Rally Dakar é a mais apertada de 2018, com os 12 primeiros separados por uma hora de diferença.

Neste domingo, a oitava etapa da competição seguirá em território boliviano. Sairá de Uyuni e irá até a cidade de Tupiza, sendo que 498 km serão cronometrados.

 

Mais conteúdo sobre:
Rally Dakar Bolívia [América do Sul]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.