Schumacher é o pole no GP da Bélgica

Michael Schumacher tinha neste sábado, de novo, uma carta escondida na manga do macacão. Kimi Raikkonen, da McLaren, dominou os treinos do GP da Belgica até então, mas quem estabeleceu a pole position da prova, a 14ª do Mundial, foi o alemão da Ferrari, a primeira no circuito que tem com ele "um caso de amor", Spa-Francorchamps, como afirmou. Rubens Barrichello, companheiro de Schumacher, larga em terceiro. A Michelin confirmou neste sábado a boa adaptação dos seus pneus à pista: com exceção da dupla da Ferrari, com Bridgestone, os outros 11 primeiros colocados usavam os pneus franceses. "Estou orgulhoso desta pole", disse Schumacher, a 48ª da carreira. Ayrton Senna, líder desse ranking, tem 65. "Descobri apenas quinta-feira que nunca havia largado na pole no meu circuito favorito." Na sessão da manhã o alemão escondeu o jogo, ao utilizar apenas um jogo de pneus e não um segundo, novo, para simular a classificação. "Sabia que nossa margem de melhora era maior que a de nossos adversários." Schumacher e a Ferrari também erram. A equipe o liberou para ir à pista, tentar melhorar seu tempo, quando faltava 1 minuto e 35 segundos para o fim do treino, o que faria com que cruzasse a linha de chegada depois de o cronômetro estar zerado, não valendo, portanto, a volta seguinte, a de tomada de tempo. "Vi logo que havíamos calculado mal, mas mesmo assim saí para a pista para ver se a mudança que fiz no carro deu o resultado esperado." Raikkonen tentou de tudo para conquistar a sua primeira pole, bem mais por exemplo que o limitado companheiro de McLaren, David Coulthard, apenas sexto colocado. "Estou contente por largar pela primeira vez na fila da frente, mas acho que daria para ficar com a pole", disse. Ele justificou o fato de ter ficado a 424 milésimos de Schumacher com a presença de areia no asfalto em uma das suas melhores voltas lançadas. Na segunda tentativa, o motor Honda da BAR de Olivier Panis explodiu na sua frente, lançando fumaça densa. "Não enxergava nada. A equipe me disse por rádio para onde ir e eu também vi a marca do óleo no piso." Tudo isso a mais de 300 km/h. Pode ser que o GP da Bélgica não seja um passeio dos carros da Ferrari, como tem ocorrido até agora. "Por causa de problemas com meu chassi eu não pude completar várias voltas seguidas, para ver a consistência dos pneus, o que farei neste domingo no warm up, mas penso que podemos repetir o ótimo desempenho de Magny-Cours", falou o finlandês. No GP da França Raikkonen só não venceu porque derrapou no óleo de Alan McNish, a quatro voltas da bandeirada, quando era líder. As três melhores equipes da Fórmula 1 registraram os seis primeiros tempos na sessão de classificação deste sábado. Ralf Schumacher e Juan Pablo Montoya, da Williams, ficaram em quarto e quinto. O colombiano estava bastante irritado com Raikkonen. "Finlandês idiota", afirmou. Na sua última volta lançada ele encontrou Raikkonen, lento, na freada da Bus Stop. "Eu não largo na terceira fila desde o GP da Austrália", lembrou Montoya. Seu desempenho nos treinos de definição do grid tem sido excepcional. Largou seis vezes na pole position, sendo cinco seguidas. Ralf Schumacher comentou que como a temperatura, neste sábado, era mais baixa que na sexta-feira, enfrentou problemas com relação aos pneus, que demoravam para aquecer. "Será muito dificil para nós acompanharmos o ritmo da Ferrari e até da McLaren ao longo das 44 voltas da corrida", previu. Felipe Massa, da Sauber, obteve sua pior colocação no grid até agora: 17º, uma à frente do companheiro, Nick Heidfeld. Existe a possibilidade de chuva durante a corrida. A Rede Globo transmite o GP da Bélgica, ao vivo, a partir da 9 horas. Confira o grid oficial do GP da Bélgica: 1) Michael Schumacher (ALE) - Ferrari - 1min43s726 (média de (241,663 km/h). 2) Kimi Raikkonen (FIN) - McLaren - 1min44s150. 3) Rubens Barrichello (BRA) - Ferrari - 1min44s335. 4) Ralf Schumacher (ALE) - Williams - 1min44s348. 5) Juan Pablo Montoya (COL) - Williams - 1min44s634. 6) David Coulthard (GBR) - McLaren - 1min44s759. 7) Jarno Trulli (ITA) - Renault - 1min45s386. 8) Eddie Irvine (GBR) - Jaguar - 1min45s865. 9) Mika Salo (FIN) - Toyota - 1min45s880. 10) Jenson Button (GBR) - Renault - 1min45s972. 11) Pedro de la Rosa (ESP) - Jaguar - 1min46s056. 12) Jacques Villeneuve (CAN) - BAR - 1min46s403. 13) Allan McNish (GBR) - Toyota - 1min46s485. 14) Giancarlo Fisichella (ITA) - Jordan - 1min46s508. 15) Olivier Panis (FRA) - BAR - 1min46s553. 16) Takuma Sato (JAP) - Jordan - 1min46s875. 17) Felipe Massa (BRA) - Sauber - 1min46s896. 18) Nick Heidfeld (ALE) - Sauber - 1min47s272. 19) Mark Webber (AUS) - Minardi - 1min47s562. 20) Anthony Davidson (GBR) - Minardi - 1min48s170.

Agencia Estado,

31 Agosto 2002 | 09h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.