Segurança reforçada para GP Brasil

A onda de violência que atingiu o Estado no começo do ano e os problemas que ocorreram em Interlagos no ano passado fizeram a segurança no GP do Brasil ser muito reforçada em relação aos anos anteriores. As mais de três mil pessoas que estarão envolvidas no trabalho no fim de semana passaram a ter preocupação especial com seqüestros e atentados e a organização criou um sistema de vigilância com câmeras que ficam ligadas 24 horas por dia. Leia mais no Jornal da Tarde

Agencia Estado,

28 Março 2002 | 10h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.