Toni Elias vence MotoGP em Portugal por dois milésimos

O espanhol Toni Elias conquistou de forma espetacular a primeira vitória de sua carreira na MotoGP ao cruzar a linha do GP de Portugal, em Estoril, com apenas dois milésimos de vantagem sobre o italiano Valentino Rossi, pentacampeão mundial da categoria. O norte-americano Kenny Roberts Jr., que iniciou a última volta na liderança, acabou em terceiro. Apesar da derrota, Rossi assumiu a liderança da competição pela primeira vez na temporada, com 244 pontos, contra 236 de Nicky Hayden, que abandonou depois de um acidente na quinta volta com seu companheiro de equipe, Dani Pedrosa - na verdade, Pedrosa perdeu o controle ao passar por cima de uma zebra e derrubou Hayden, que nada pôde fazer a não ser esbravejar. Rossi, que liderava com folga, reduziu o ritmo e acabou ultrapassado por Elias e depois por Roberts, que assumiu a ponta. Na primeira curva da volta final, Rossi tentou retomar a ponta e permitiu espaço para a manobra de Elias, que passou à frente. O italiano ainda voltou à frente, mas, na última curva, o espanhol acelerou mais forte e cruzou a linha com dois milésimos de vantagem. "Sinto-me como se eu estivesse sonhando, talvez daqui a algumas horas eu consiga acreditar que venci", comemorou Elias. "Queria simplesmente chegar, depois pensei no pódio, mas vi que podia alcançar Valentino, então controlei meus nervos e dei tudo o que podia." Mesmo com o segundo lugar, Rossi chegará em vantagem para conquistar o hexacampeonato da MotoGP na última prova, em Valência, daqui a duas semanas: só precisa chegar em segundo lugar, independentemente da posição de Nicky Hayden. "Com a queda de Nicky me dei conta de que estava correndo pelo campeonato, então resolvi entrar no jogo", disse. Os italianos Marco Melandri e Loris Capirossi, que ainda tinham chances matemáticas, ficaram em oitavo e 12.º lugar, respectivamente, e estão fora da briga. Confira a classificação do GP de Portugal 1.º Toni Elías (ESP/Honda) - 46min08s739 2.º Valentino Rossi (ITA/Yamaha) - a 0s002 3.º Kenny Roberts Jr (USA/KR211V) - a 0s176 4.º Colin Edwards (USA/Yamaha) - a 0s864 5.º Makoto Tamada (JPN/Honda) - a 18s419 6.º John Hopkins (USA/Suzuki) - a 25s181 7.º Carlos Checa (ESP/Yamaha) - a 29s348 8.º Marco Melandri (ITA/Honda) - a 31s813 9.º Chris Vermeulen (AUS/Suzuki) - a 40s117 10.º Randy de Puniet (FRA/Kawasaki) - a 41s496 11.º Alex Hoffman (ALE/Ducati) - a 41s553 12.º Loris Capirossi (ITA/Ducati) - a 44s776 13.º James Ellison (ING/Yamaha) - a 1min19s113 14.º Jose Luis Cardoso (ESP/Ducati) - a 0s864 15.º Garry McCoy (AUS/Ilmor) - a 4 voltas Confira a classificação da MotoGP, após 16 provas 1.º Valentino Rossi (ITA/Yamaha) - 244 2.º Nicky Hayden (USA/Honda) - 236 3.º Marco Melandri (ITA/Honda) - 217 4.º Loris Capirossi (ITA/Ducati) - 209 5.º Dani Pedrosa (ESP/Honda) - 202 6.º Kenny Roberts Jr (USA/KR211V) - 126 7.º Casey Stoner (AUS/Honda) - 119 8.º Colin Edwards (USA/Yamaha) - 117 9.º John Hopkins (USA/Suzuki) - 111 10.º Toni Elías (ESP/Honda) - 106 11.º Chris Vermeulen (AUS/Suzuki) - 98 12.º Sete Gibernau (ESC/Ducati) - 95 13.º Makoto Tamada (JAP/Honda) - 92 14.º Shinya Nakano (JAP/Kawasaki) - 83 15.º Carlos Checa (ESP/Yamaha) - 69 16.º Randy de Puniet (FRA/Kawasaki) - 37 17.º Alex Hoffman (ALE/Ducati) - 30 18.º James Ellison (ING/Yamaha) - 24 19.º Jose Luis Cardoso (ESP/Ducati) - 10 20.º Kousuke AKIYOSHI (JAP/Suzuki) - 3 21.º Garry McCoy (AUS/Ilmor) - 1 Atualizada às 11h40

Agencia Estado,

15 Outubro 2006 | 10h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.