Villeneuve recusa US$ 50 mi da Indy

O campeão do mundo de 1997 e da Fórmula Indy em 1995, o canadense Jacques Villeneuve, recusou uma oferta de US$ 50 milhões, por três temporadas, feita pelos promotores da categoria norte-americana e pelos fabricantes dos cigarros Player?s, para trocar a Fórmula 1 pela Fórmula Indy (Cart). A notícia saiu publicada hoje no diário Le Journal de Montreal. Villeneuve correria pela equipe Forsythe, já patrocinada pela Player?s. Os rumores que circulavam na Fórmula 1 de que o canadense poderia voltar a correr na Indy parecem que procediam mesmo. O Le Journal deu até detalhes da proposta, em que Craig Pook, promotor da Fórmula Indy, estaria investindo no projeto para reforçar a sua competição, que vê a cada dia sua concorrente, a IRL, ganhar maior importância. O dono da equipe norte-americana, Gery Forsythe, declarou ontem: "Infelizmente Craig Pollock pediu mais dinheiro." Pollock voltou a ser o empresário de Villeneuve depois de deixar a direção da BAR. O atual responsável pela escuderia, David Richard, está em pé de guerra com o piloto canadense por causa dos seus salários "irreais" , definidos quando Pollock comandava a organização. A temporada de 2003 será a última do contrato de três anos de Villeneuve com a BAR e acredita-se que ele ganhará cerca de US$ 20 milhões. Na Hungria, o piloto afirmou que não há o que discutir sobre a denúncia pública de Richards. "Tenho um contrato assinado com a BAR. Não há razão para revê-lo."

Agencia Estado,

27 Agosto 2002 | 18h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.