Williams testa limites dos freios

No treino livre desta sexta-feira para o GP da Malásia, os pilotos da Williams fizeram inúmeras experiências, visando as 55 voltas da corrida, como por exemplo sair dos boxes com 110 quilos de gasolina, para testar o desgaste dos freios, bastante solicitados em Sepang, e o consumo dos pneus Michelin, em geral menor que os da Bridgestone, da Ferrari, sob temperaturas elevadas como na Malásia. Promessa - O quarto tempo de Ralf Schumacher, 1min38s650, e o sexto de Juan Pablo Montoya, 1min39s158, no treino livre desta sexta-feira não expressaram o que a Williams-Michelin poderá fazer na segunda etapa do campeonato. Junto da McLaren poderá proporcionar um resultado surpreendente em Sepang.

Agencia Estado,

15 Março 2002 | 14h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.