1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Bernardinho prevê 'semanas muito difíceis' para o Brasil

AE - Agência Estado

12 Junho 2014 | 12h 37

Após disputar 6 jogos e ganhar apenas 2 pela Liga Mundial de Vôlei, situação do time se complica e técnico espera evolução do grupo

Com duas vitórias e quatro derrotas em seis partidas disputadas até aqui nesta Liga Mundial, a seleção brasileira masculina de vôlei voltará a jogar nesta sexta-feira, contra o Irã, às 13h30 (de Brasília), em Teerã, precisando de um triunfo para aumentar suas chances de classificação à próxima fase da competição. E o técnico Bernardinho admite que o cenário encarado pelo Brasil hoje é de grande dificuldade, embora hoje o time nacional ocupe a vice-liderança do Grupo A, que também conta com Itália, líder disparada, e Polônia, essa com duas partidas a menos do que os brasileiros - mesma situação dos iranianos.

"Nós vamos ter duas semanas muito difíceis pela frente. Primeiro vamos duelar com o Irã e depois com a Polônia. Estamos trabalhando duro para encontrar a nossa consistência de jogo. Teremos de evoluir e vamos fazer isso crescendo como grupo", afirmou o comandante, que voltará a dirigir o Brasil diante dos iranianos no domingo, novamente a partir das 13h30.

Após estes dois confrontos com o Irã, os brasileiros atuarão novamente fora de casa nos dias 20 e 22 de junho, contra os poloneses. No último sábado, o Brasil caiu por 3 sets a 0 diante dos iranianos, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, e agora espera poder dar o troco no rival asiático.

DIV
A seleção brasileira enfrenta o Irã, na próxima sexta-feira

"Nós teremos a oportunidade de mostrar nesses jogos para os nossos fãs, que estão sempre nos apoiando, que estamos determinados a manter nossa posição entre os melhores. Estamos treinando cada vez mais para isso", afirmou o levantador e capitão da equipe nacional, Bruno, por meio de declarações reproduzidas pelo site oficial da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) nesta quinta-feira.

Com apenas cinco pontos somados em seis partidas, o Brasil vê a Itália liderar o Grupo A com 100% de aproveitamento - tem 18 pontos em seis jogos. Já o Irã vem logo atrás dos brasileiros, com quatro pontos, enquanto os poloneses somam apenas três.