1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Bernardinho rejeita diminuir ritmo contra Tunísia no Mundial

Estadão Conteúdo

02 Setembro 2014 | 18h 09

Técnico da seleção masculina de vôlei garante que o Brasil vai entrar focado em vencer os africanos nesta quarta-feira, na Polônia

Para quem busca o tetracampeonato mundial, vencer a Tunísia parece não ser mais do que uma obrigação. O técnico Bernardinho, assim, garante que o Brasil vai entrar focado em vencer os africanos nesta quarta-feira, em Katowice, na Polônia, no segundo compromisso da equipe no Mundial Masculino de Vôlei.

"Não podemos, em uma competição como essa, diminuir o ritmo em momento nenhum porque todo resultado é muito importante. Temos 48 horas entre um jogo e outro para estudarmos e entrarmos focados contra a Tunísia, que é o próximo adversário", disse Bernardinho, que viu seu time fazer 3 a 0 na Alemanha na estreia da competição, segunda-feira.

FIVB/Divulgação
Bernardinho comanda a seleção masculina de vôlei no Mundial na Polônia

O treinador estudou o rival da segunda rodada e aponta a velocidade como maior trunfo dos tunisianos. "É um time que tem poucos jogadores experientes, o treinador está renovando muito. Eles estiveram no Brasil no ano passado com a seleção B, fizeram jogos bons, e mostraram que jogam com velocidade."

Para conquistar o título, o Brasil vai precisar fazer incríveis 13 jogos no Mundial. Nesta primeira fase ainda vai jogar contra Finlândia, Coreia do Sul e Cuba pelo Grupo B.