Brasil "recomeça" após a Liga Mundial

Uma nova etapa começa neste domingo para a seleção brasileira masculina de vôlei. Após perder da Rússia na final da Liga Mundial, em Belo Horizonte, os jogadores tiveram uma semana de folga e voltam a se concentrar no Rio, para a disputa do Mundial da Argentina, de 28 de setembro a 13 de outubro. Farão amistosos contra a França e o Japão em São Paulo, em datas a confirmar. "O time não pode perder a auto-estima. A derrota traz à tona os pontos que precisamos trabalhar", afirmou o técnico Bernardinho. "Não temos a melhor equipe do mundo e para anular desvantagem em relação à altura, por exemplo, o Brasil tem de jogar muito bem no saque." Além da parte técnica - o saque foi o grande vilão brasileiro na decisão da Liga -, o treinador quer que o time "aprenda a vencer". Segundo ele, o grupo tem de conviver melhor com a pressão e o favoritismo. "Estamos passando por esse processo. Foi a primeira vez que esse grupo fez uma final em casa." Desde o início de 2001, o Brasil conquistou seis de oito títulos disputados (e dois vice-campeonatos), mas ainda precisa "odiar a derrota". "Eu odeio perder e quero que eles sintam o mesmo", explicou Bernardinho.

Agencia Estado,

24 Agosto 2002 | 13h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.