Corintiano, Sidão celebra chegada à nova equipe de vôlei do clube

O central de 34 anos também apostou no sucesso do vôlei no Corinthians

Estadao Conteudo

23 Maio 2017 | 19h42

O central Sidão não escondeu a felicidade pela chegada à nova casa. A partir da próxima temporada, defenderá as cores do Corinthians-Guarulhos, que montou um novo projeto e apresentou nesta terça-feira seu time de vôlei profissional. E o jogador não escondeu a felicidade por trabalhar em seu clube de coração.

"Querendo ou não, é a realização de um sonho. A minha família toda é corintiana, por parte de mãe. O Serginho sempre falava comigo sobre esse sonho e eu dizia que queria estar junto porque quero vivenciar e sentir na pele como é estar jogando e ouvir a Gaviões e a Camisa 12 (torcidas organizadas do clube). São coisas que ficam marcadas para sempre", comentou.

A chegada ao clube também servirá para motivar Sidão na reta final de um dos momentos mais difíceis de sua carreira. Há quase oito meses, o jogador foi submetido a uma cirurgia no ombro direito e agora luta para voltar ao vôlei o mais rápido possível.

"Fazer parte desse projeto é maravilhoso. Estou começando de novo praticamente. Não parei em nenhum momento com todo o planejamento porque quero chegar bem. O meu primeiro objetivo é voltar a jogar e é ainda mais gratificante atuar no time de coração. Aumenta em mil por cento a minha motivação. Estou correndo atrás já. Não quero decepcionar ninguém", afirmou.

O central de 34 anos também apostou no sucesso do vôlei no Corinthians. "O Corinthians é uma marca muito forte e vai fazer muito bem para o voleibol. O vôlei só tenha a ganhar. Quanto mais times, melhor para o esporte. Ainda mais um time com o nome do Corinthians. Temos que começar com tudo."

Mais conteúdo sobre:
Vôlei vôlei Corinthians Sidão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.