Reprodução/FIVB
Reprodução/FIVB

Equipes brasileiras perdem para times turcos no Mundial de Clubes de Vôlei

Rexona-Sesc Rio leva 3 a 1 do VakifBank Istanbul e o Vôlei Nestlé Osasco cai para o Eczacibasi Istanbul pelo mesmo placar

Estadao Conteudo

10 Maio 2017 | 10h02

Após estrearem com vitória no Mundial de Clubes, que está sendo realizado no Japão, as equipes brasileiras sofreram o primeiro revés no evento. Nesta quarta-feira (no horário local), em Kobe, o Rexona-Sesc Rio e o Vôlei Nestlé Osasco perderam seus jogos por 3 sets a 1 para times da Turquia e agora farão confrontos decisivos na rodada final das suas respectivas chaves na luta pela classificação às semifinais.

Pelo Grupo A, o time do Rio de Janeiro não conseguiu fazer frente ao atual campeão europeu, o turco VakifBank Istanbul, que triunfou por 3 sets a 1, com parciais de 25/17, 25/15, 20/25 e 25/15. A maior dificuldade para a equipe brasileira foi superar o bloqueio das adversárias, que fizeram 19 pontos nesses fundamento, contra apenas cinco da equipe carioca, mesmo número registrado por apenas uma jogadora do time turco, a sérvia Milena Rasic.

Tendo no seu elenco algumas das melhores jogadoras do mundo, a equipe de Istambul contou com 18 pontos da chinesa Ting Zhu e da norte-americana Kimberly Hill, cada, além de 16 da holandesa Lonneke Slöetjes. No time dirigido por Bernardinho, Drussyla fez 14 pontos, Gabi marcou 13 e Juciely fez 12.

Com duas vitórias, o VakifBank Istanbul já está classificado às semifinais do Mundial. Já o time do Rio de Janeiro precisará superar o Dínamo Moscou nesta quinta-feira, às 21h40 (horário de Brasília), para se garantir nas semifinais. Nesta quarta-feira, o time russo derrotou o japonês Hisamitsu Springs por 3 sets a 0.

Já o Osasco, pelo Grupo B, caiu para o Eczacibasi Istanbul por 3 sets a 1, com parciais de 25/21, 20/25, 25/16 e 25/13. A sérvia Tijana Boskovic, com 17 pontos, e Hande Baladin, com 16 acertos, lideraram a equipe turca, que havia tropeçado no seu jogo de estreia no Mundial. Pelo time paulista, Ana Bjelica foi o principal destaque, com 16 pontos, três a mais do que Tandara.

No outro jogo do dia pela chave, o Volero Zurich superou o NEC Red Rockets por 3 sets a 0 e se classificou antecipadamente às semifinais do Mundial. E o time suíço será exatamente o adversário do Osasco na rodada final do Grupo B em partida agendada para 0h10 de sexta-feira.

Osasco e Eczacibasi somam uma vitória cada e brigam por uma vaga nas semifinais do Mundial. Já o time japonês, com dois tropeços, está eliminado e encerrará a sua participação no torneio diante da equipe da Turquia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.