1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Jogadores exaltam evolução do Brasil na Liga Mundial

Agência Estado

22 Junho 2014 | 18h 08

O time comandado por Bernardinho conseguiu vencer a Polônia por 3 sets a 0 e chegou a quarta vitória em dez jogos

Os jogadores da seleção brasileira masculina de vôlei reconheceram a evolução demonstrada em quadra neste domingo, na vitória sobre a Polônia por 3 sets a 0. O triunfo amenizou a fraca campanha da equipe de Bernardinho, que perdeu seis vezes em dez partidas disputadas na Liga Mundial.

"Fizemos uma partida bem diferente da passada. O trabalho foi bem feito e temos que seguir desta forma. Ainda dependemos das outras equipes e temos que ganhar as duas partidas que ainda temos na fase classificatória, contra a Itália. Mas o mais importante, neste momento, é que estamos vivos no campeonato", comentou Wallace, um dos destaques do Brasil.

Na avaliação de Sidão, o time soube se portar melhor na parte tática. "Hoje, o saque flutuante fez mais efeito, conseguimos quebrar o passe deles e, além disso, senti o time extremamente determinado em quadra. Não que não tenha sido assim nas outras partidas, mas sabemos que depende de nós mesmos e temos que entrar com força de vontade e pensamento positivo, como aconteceu hoje. Acho que isso fez a diferença", disse o central.

FIVB/Divulgação
Os jogadores brasileiros reconheceram a evolução do time na vitória na Polônia

O resultado e o bom desempenho agradou o levantador e capitão Bruninho. "Estamos muito satisfeitos. O nosso sistema defensivo funcionou bem. Sabemos que não será fácil chegar à fase final, mas ainda temos dois jogos contra a Itália. Esses serão extremamente difíceis, mas vamos lutar até a última bola", afirmou Bruninho.

Apesar do triunfo, os brasileiros seguem em situação delicada na Liga Mundial. Ocupa a quarta e última colocação do Grupo A, com os mesmos 11 pontos da Polônia, que leva vantagem nos critérios de desempate - set average. A Itália lidera, com 19 pontos, e o Irã é o segundo, com 13.

Para avançar à fase final, o Brasil precisa vencer seus dois jogos restantes, ambos contra a Itália, e torcer por uma combinação de resultados. Os brasileiros disputam com iranianos e poloneses as outras duas vagas do grupo, já que a Itália está garantida na próxima fase por ser a anfitriã. A desvantagem ainda é do Brasil porque os dois rivais ainda jogará quatro partidas cada.