Assine o Estadão
assine

Esportes

Bernardinho

Rexona fatura o título do Sul-Americano de Clubes de Vôlei

O Rexona-Ades, do Rio de Janeiro, confirmou neste domingo o seu favoritismo e conquistou com facilidade o título do Campeonato Sul-Americano de Clubes de Vôlei. Na decisão, o time dirigido por Bernardinho derrotou o peruano San Martin por 3 sets a 0, com parciais de 25/16, 25/22 e 25/17.

0

Estadão Conteúdo

28 Fevereiro 2016 | 22h03

"O time do Peru é muito bom, tem atacante ótimas, fortes, mas não soubemos sacar bem, o que facilitou para o nosso lado e conseguimos fechar o jogo", afirmou Monique. "A torcida do time do Peru compareceu em peso e fez muito barulho durante toda a partida. Além disso, já sabíamos que ia ser uma final bem disputada pela qualidade do time delas, mas conseguimos sair com a vitória. A sensação é de dever cumprido para a nossa equipe", acrescentou a oposto.

O Rexona era o atual campeão sul-americano, torneio que também havia vencido uma outra vez, em 2013. A conquista também confirma a soberania das equipes brasileiras, que venceram todas as edições do torneio desde que a sua realização anual foi retomada em 2009 pela Confederação Sul-Americana de Vôlei.

Em La Plata, o time do Rio teve campanha perfeita, sem perder sequer um set. Na fase de grupos, as vitórias foram sobre o argentino Gimnasia La Plata e o boliviano Olympic. Depois, nas semifinais, o triunfo do Rexona foi diante do também argentino Villa Dora.

O título garantiu ao Rexona a classificação para a edição de 2016 do Mundial de Clubes de Vôlei. E o time teve três jogadoras eleitas para a seleção do torneio: a ponteira Gabi, a líbero Fabi e a central Carol, que também foi apontada como a melhor jogadora da competição.

Além disso, a conquista do Rexona confirma a "dobradinha" do vôlei brasileiro no Sul-Americano de Clubes. Afinal, na semana passada, em Taubaté (SP), foi o Sada Cruzeiro quem assegurou a conquista da versão masculina do torneio.

Mais conteúdo sobre:

Comentários