CBV
CBV

Seleção masculina de vôlei cai em grupo com França e Canadá no Mundial

Equipe brasileira de Renan Dal Zotto atuará nesta primeira fase na cidade de Ruse, na Bulgária

Estadão Conteúdo

30 Novembro 2017 | 17h18

A seleção brasileira masculina de vôlei conheceu nesta quinta-feira os adversários que terá pela frente na fase de grupos do Mundial de 2018, que acontecerá na Itália e na Bulgária, entre os dias 10 e 30 de setembro. A equipe do técnico Renan Dal Zotto caiu no Grupo B ao lado de França, Canadá, Egito, China e Holanda. Também ficou definido que a equipe atuará nesta primeira fase na cidade de Ruse, na Bulgária.

CBV anuncia que mudará voto e apoiará presença de 12 atletas no COB

Renan Dal Zotto considerou o grupo difícil e destacou a França, atual campeã da Liga Mundial, como equipe que deve mais dar trabalho no início da busca pelo tetra. "É muito equilibrada em todos os fundamentos e, certamente, uma forte candidata a chegar a uma reta final de Campeonato Mundial também", destacou.

O treinador ainda comentou que o Canadá deve dar trabalho. "É uma equipe que evoluiu muito, com jovens talentos e com o Antiga (Stéphane Antiga, treinador) fazendo um ótimo trabalho. Ele colocou em jogo alguns garotos muito interessantes, com potencial enorme. É uma seleção extremamente perigosa justamente por essa grande evolução nos últimos anos", disse o treinador brasileiro.

Sobre os outros três adversários, Renan Dal Zotto informou que requer uma pesquisa maior. "Sobre o Egito temos pouca informação, assim como a China, mas sabemos que são equipes que jogam com muita velocidade. A China tem um sistema muito parecido com o do Japão, sempre com muita velocidade, volume, defesa. E a Holanda está com uma seleção renovada, jovem, que vai para o tudo ou nada. É uma seleção de tradição, alta e com bom potencial de bloqueio e saque muito fortes", detalhou o técnico.

O Mundial de 2018 ainda terá no Grupo A: Itália, Argentina, Japão, Bélgica, Eslovênia e República Dominicana. Na chave C estão Estados Unidos, Rússia, Sérvia, Austrália, Tunísia e Camarões. E no Grupo D aparecem Bulgária, Polônia, Irã, Cuba, Finlândia e Porto Rico.

O Brasil é tricampeão mundial. Venceu pela primeira vez o torneio em 2002, quando derrotou a Rússia por 3 sets a 2, na Argentina. Quatro anos mais tarde, faturou o bi em cima da Polônia por 3 sets a 0 no Japão. E, em 2010, na Itália, bateu a seleção de Cuba também por 3 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.