1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Seleção masculina de vôlei vence Bulgária em amistoso

Estadão Conteúdo

22 Agosto 2014 | 16h 24

Em Pravets, time comandado por Bernardinho faz mais uma partida preparatória para o Campeonato Mundial de Vôlei, em setembro

A seleção brasileira masculina de vôlei venceu a Bulgária por 3 sets a 1, com parciais de 25/21, 23/25, 25/22 e 25/20, nesta sexta-feira, em jogo-treino realizado em Pravets, cidade búlgara que abrigou novo confronto de preparação para o Campeonato Mundial, no qual o time comandado por Bernardinho estreará contra a Alemanha, no dia 1º de setembro, na Polônia.

Na última quarta-feira, o Brasil derrotou a França, também por 3 sets a 1, na Bulgária, onde realizou então o seu primeiro confronto em um mês após ter sido derrotado pelos Estados Unidos na final da última Liga Mundial.

Reprodução/Facebook
Seleção masculina bateu a Bulgária por 3 sets 1

Depois deste novo duelo em solo búlgaro, a equipe nacional seguirá para Itália, onde fará outros dois amistosos de preparação diante da seleção italiana, esta derrotada em casa pelos brasileiros na semifinal da Liga Mundial, no mês passado.

Nesta sexta, Bernardinho aproveitou o amistoso contra a Bulgária para testar várias formações no time e voltou a utilizar os 14 jogadores que levou para o país europeu. Primeiro iniciou a partida com o time escalado com o levantador Bruninho, o oposto Vissotto, os centrais Lucão e Sidão, os ponteiros Murilo e Lucarelli e o líbero Mário Jr. Depois entraram o líbero Felipe, o levantador Raphael, o oposto Wallace, o ponteiro Lipe, o central Eder e o ponteiro Maurício Borges.

"Poder dar essa experiência para todos os jogadores é muito importante, já que o Mundial é um campeonato muito longo e precisamos de todo o grupo bem, como aconteceu nesses dois amistosos", ressaltou Mário Jr, após o duelo desta sexta, em declarações reproduzidas pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Outro líbero da seleção, Felipe também elogiou a atuação brasileira, mas apontou um fundamento no qual o time precisa melhorar. "Jogar é sempre bom. O grupo se comportou bem, pegou ainda mais ritmo de jogo e conseguimos duas vitórias. Hoje a nossa virada de bola funcionou bem, mas acho que o saque ainda pode ser melhor. Vamos aproveitar os dois amistosos na Itália para evoluir neste fundamento", disse.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo