1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Troféus dos Mundiais de Vôlei são roubados de caminhão no Rio

Estadão Conteúdo

22 Agosto 2014 | 21h 45

Taças não têm valor comercial, segundo a Confederação Brasileira de Vôlei, que estava com os objetos após fazer exibições públicas

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) confirmou oficialmente, na noite desta sexta-feira, que os troféus dos Mundiais adulto masculino e feminino da modalidade foram roubados na última tarde, no Rio. A entidade informou que os objetos foram levados de um caminhão da empresa responsável por transportar as peças de São Paulo para o Rio.

"As peças estavam sob a guarda da TNT Express e foram roubadas de um caminhão da empresa que fazia uma entrega no estacionamento do Shopping Via Parque", revelou a CBV, que vinha promovendo um tour das taças no País antes da disputa dos Mundiais, cuja próxima edição do torneio masculino ocorrerá entre 30 de agosto e 21 de setembro, enquanto o feminino acontecerá entre 23 de setembro e 12 de outubro.

A CBV recebeu os troféus da Federação Internacional de Vôlei (FIVB) no início deste mês, durante etapa do Grand Prix feminino, em São Paulo, onde foram expostas, e posteriormente realizou uma ação de divulgação nas areias da praia de Copacabana. A entidade lamentou o ocorrido e disse já ter notificado a FIVB, que é proprietária das taças, assim como fez um apelo para que os objetos sejam devolvidos, enfatizando que os mesmos "não têm valor comercial".

"Ao contrário da taça da Copa do Mundo de futebol, que vale muito por ser de ouro maciço, as do voleibol não possuem valor de mercado. Ninguém vai lucrar com a venda. Como o voleibol já deu exemplos, a devolução delas seria mais uma demonstração do amor ao vôlei brasileiro", disse Neuri Barbieri, superintendente geral da CBV, por meio do comunicado divulgado nesta sexta.

Os troféus seriam enviados para a sede da FIVB na Suíça, e a CBV enfatizou que informações sobre os mesmos podem ser repassadas para a Polícia do Rio ou para a sede da CBV por meio do seguinte telefone: (21) 2114-7200. A ocorrência, registrada pela entidade, será investigada pela Delegacia de Roubos e Furtos de Carga (DRFC) da Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo