Zé Roberto quer usar jogo em Belém por rodagem internacional à seleção de vôlei

Depois vencer o primeiro amistoso contra a República Dominicana por 3 sets a 1 na última terça-feira, em Manaus, a seleção brasileira feminina de vôlei voltará à quadra contra as caribenhas. Nesta quinta, o Brasil jogará contra o time do treinador Marcos Kwiek, às 21h30 (de Brasília), na Arena Guilherme Paraense, em Belém.

Estadão Conteúdo

31 Maio 2017 | 22h42

O técnico José Roberto Guimarães falou sobre o momento atual da seleção feminina de vôlei e quer utilizar o amistoso desta quinta-feira para dar mais rodagem internacional à equipe. "Tenho que agradecer essa oportunidade de poder voltar a Belém para jogar contra a República Dominicana. É um novo ciclo olímpico e estamos começando bem. A expectativa é grande e sabemos que precisamos dar tempo para essas jogadoras se acostumarem com o nível internacional e posso dizer que estou feliz em como elas estão encarando esse desafio", explicou.

Natural de Belém, a levantadora Naiane comentou sobre a expectativa de representar a seleção brasileira adulta na sua cidade. "Vai ser uma emoção jogar em Belém. Acredito que será um grande jogo e temos tudo para fazer uma boa partida. Essa fase de amistosos é importante para evoluirmos e criarmos uma identidade como time. Será um treinamento fundamental para toda a nossa temporada e espero que possamos sair de quadra com uma boa vitória", disse.

Os jogos contra a República Dominicana valem como preparação para os quatro compromissos das brasileiras neste ano: Montreux Volley Masters (na Suíça), Grand Prix, Sul-Americano e Copa dos Campeões. Depois dos dois amistosos, a seleção embarcará para a Suíça, onde disputar o torneio de Montreux entre os dias 6 e 11 deste mês.

A seleção é formada pelas levantadoras Roberta e Naiane; pelas opostas Tandara, Edinara e Fernanda Tomé; pelas centrais Adenízia, Carol, Mara e Bia; pelas ponteiras Natália, Rosamaria, Drussyla e Amanda; e pelas líberos Léia e Suelen.

Mais conteúdo sobre:
vôlei Brasil José Roberto Guimarães

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.