As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bom teste para a seleção

Almir Leite

14 de novembro de 2012 | 11h20

A seleção brasileira vem de uma série de vitórias. Mas só bateu em galinhas mortas. China, Japão, Iraque, África do Sul (cujo pescoço foi bem difícil de torcer)… Nesta quarta volta a ter um adversário propriamente dito pela frente, a Colômbia.

É boa oportunidade para Mano Menezes testar o esquema sem atacante fixo na área. Ele não vai ter Hulk, seu preferido, escalou Thiago Neves – que vem produzindo pouco no Fluminense e, fosse fase mais aguda de preparação, não mereceria estar na seleção -, mas o que vale mesmo é ver como o sistema se sai diante de uma boa equipe.

Também será excelente teste para o sistema defensivo, aparentemente um pouco mais vulnerável após a salutar opção, por parte de Mano, de dois volantes, Ramires e Paulinho, que gostam de sair para o jogo em vez de se limitarem a marcar.

A Colômbia não faz e nem nunca fez parte da elite da bola, mas atualmente tem ótimo time, que realiza excelente campanha nas Eliminatórias e conta com um centroavante, Falcao García, que é um dos três melhores do mundo.

Merece respeito.

Mas é ideal para Mano Menezes finalmente  vencer um jogo contra uma equipe importante – no caso, que está em boa fase. Assim, terminará o ano com uma calmaria pra lá de necessária às vésperas de uma temporada importante para a seleção, como será a de 2013.

SUPERCLÁSSICO?

Bom negócio a volta de Fred e a primeira convocação de Diego Cavalieri para o jogo do dia 21, contra a Argentina.  Mas ao levar Durval e Fellype Gabriel Mano mostra que o tal “joguito” na vale nada.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.