As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

CBF vai denunciar racismo. Depois do Sul-Americano

Almir Leite

03 de fevereiro de 2015 | 14h02

A CBF só está esperando o Sul-Americano Sub-20 acabar para entrar  denunciar o torcedor que foi pego por câmeras de TV chamando os jogadores brasileiros de “macaco” durante a partida contra a Argentina.

A denúncia será feita na Conmebol e também será pedido ajuda à polícia do Uruguai para identificar o torcedor – se isso não tiver ocorrido até lá.

Vai sobrar também pela a Federação Uruguaia, por causa das ofensas a Marcos Guilherme no jogo entre as duas seleções – embora aí exista o argumento dos uruguaios de que ocorreu “fogo cruzado”, ou seja, jogadores da Celeste também foram ofendidos.

A CBF deve requerer no mínimo uma advertência aos organizadores da competição.

A entidade deveria ter agido de imediato, principalmente no primeiro caso.

Preferiu esperar temendo que o clima ficasse bastante pesado para a delegação brasileira.

Há quem considere que a protelação foi equivocada. Mas a CBF entende que ainda há tempo para agir.

Tendências: