As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O palco

Almir Leite

25 de fevereiro de 2013 | 16h36

A semana será movimentada em Fortaleza por conta da Copa do Mundo.

Dois seminários, promovidos pela Fifa e pelo COL, estão previstos para a capital cearense: um sobre comunicações e outro sobre as Fan Fests.

Nesses encontros, há troca de informações, conversa-se sobre problemas, discute-se ideias, alinham-se atividades…

E chega-se a definições.

São Paulo, por exemplo, acredita que haverá um acordo sobre uma prosaíca indefinição em relação às Fan Fests que ocorrerão no Vale do Anhangabaú, em 2014.

A Fifa sugere que o palco onde se exibirão artistas e também o local em que ficará o telão para que se possa ver os jogos seja montado na altura do prédio dos Correios.

Ou seja, com o fundo para o Viaduto Santa Ifigênia e para o Edifício Mirante do Vale, outrora um cartão-postal da cidade, mas que de uns tempos pra cá tornou-se bem feinho, por conta da falta de conservação.

A Prefeitura, por sua vez, prefere colocar o palco debaixo do Viaduto do Chá. O “fundo” é mais bonito: tem o antigo prédio da Light e o próprio prédio da Prefeitura dos lados e o terminal Bandeira e prédios mais bem conservados ao fundo. E o espaço também possibilita um melhor “povoamento” das pessoas.

Claro que isso não é um problema. Mas não deixa de ser curioso o fato de a Fifa exigir que as cidades – e os Estados – assumam todas as responsabilidade pelas Fan Fests e queira meter o bedelho em detalhes simples como a instalação do palco.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.