As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Pode ter goleiro novo na seleção de Tite

Diego Alves e Ederson têm chance de aparecer na lista de convocados para os jogos com Uruguai e Paraguai

Almir Leite

26 Fevereiro 2017 | 21h39

Tite está satisfeito com os goleiros que tem convocado com mais assiduidade para a seleção brasileira – Alisson, Weverton e Alex Muralha. Mas existe grande possibilidade de novidade na lista que divulgará na próxima sexta-feira, para os primeiros jogos oficiais do ano, contra Uruguai e Paraguai pelas Eliminatórias. Ele pode trocar pelo menos um dos goleiros. Os cotados são Ederson e Diego Alves.

Os dois estão em excelente fase. O do Benfica, recentemente, teve uma atuação estupenda em jogo com o Borussia Dortmund pela Liga dos Campeões. As várias milagrosas defesas de Ederson foram acompanhadas de perto pelo treinador de goleiros da seleção, Taffarel, e por Sylvinho, um dos auxiliares técnicos de Tite.

Diego Alves também tem sobressaído no Valencia, apesar do péssimo Campeonato Espanhol que a equipe faz. Mas, no país europeu, é voz corrente que a situação do time estaria ainda pior não fosse seu goleiro. Taffarel assistiu há uma semana a atuação de Diego Alves contra o Atlhetic Bilbao. Ele não teve muito trabalho, mas demonstrou segurança.

Pela experiência, o goleiro do Valencia tem alguma vantagem, pequena, sobre o do Benfica. Coincidentemente, ambos estiveram junto na seleção brasileira antes da Copa América Centenário, no ano passado, convocados por Dunga. Mas Ederson acabou cortado antes do início do torneio por contusão e Diego Alves ficou o tempo todo na reserva de Alisson.

Aliás, o fato de Alisson estar jogando pouco na Roma preocupa a comissão técnica da seleção. Mas Taffarel confia bastante no goleiro e garante que ele não sente falta de ritmo. O ex-goleiro do Inter mostrou isso recentemente, quando foi escalado em uma partida contra o Villarreal pela Liga Europa e fechou o gol – fez pelo menos três grandes defesas.

Ah, com a troca entre os goleiros, Alex Muralha é o mais cotado para sobrar.

Tite considera a mudança por vários fatores, entre eles melhorar a qualidade e o nível dos goleiros e também para fazer observações, visando a abrir o leque e aumentar suas opções