As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tira o galinho da chuva, Zico!

Almir Leite

31 de julho de 2015 | 10h57

Zico está comemorando a adesão da CBF, por meio do presidente Marco Polo Del Nero, à sua candidatura à presidência da Fifa.

Não devia.

É compreensível que Zico, íntegro que é, entenda que para pleitear a direção da entidade que comanda o futebol mundial precise do apoio da entidade que comanda o futebol de seu país. A partir daí, pensa ter mais respaldo para obter o apoio de outras quatro confederações, condição necessária para que possa apresentar, e registrar, sua candidatura.

No entanto, esse é um apoio de araque.

Del Nero não estava disposto, não está, e não vai, apoiar pra valer a postulação de um dos críticos mais ferrenho da CBF – da forma como ela é gerida, para ser mais claro.

Mas não é bobo.

Nesta altura do campeonato em que luta desesperadamente para se manter na primeira divisão da administração do futebol brasileiro – ou seja, no cargo – Del Nero precisa de fatos positivos. A tal agenda positiva  de que tanto falam na CBF.

E nada mais oportuno do que apoiar uma das figuras mais respeitadas, adoradas e ilibadas do futebol brasileiro.

Mas e um apoio de araque. Nem precisa, tamanha a obviedade do fato, mas uma fonte bastante próxima à CBF disse ao blog que, se a candidatura for mesmo em frente (no que não se acredita muito), Del Nero não moverá uma palha por ela.

Subscrever a candidatura não significa fazer campanha. Del Nero não fará. Não significa votar, que é o máximo que ele fará – isso se não fechar com a Conmebol, que se dispõe a votar em bloco em Platini. Vai depender da situação política do momento.

Zico também não é bobo. Também sabe que se trata de um apoio da boca pra fora. Está agindo como político, porém. Só tem de tomar cuidado para não ter a imagem arranhada.