As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tite agiu com bom senso. Falta a CBF fazer a parte dela

Não convocar jogadores de times brasileiros nesta reta final de temporada foi decisão acertada. Mas está na hora de a CBF paralisar as atividades internas nas datas-Fifa

Almir Leite

26 Outubro 2018 | 17h16

Tite foi criterioso na convocação

Desta vez, Tite teve bom senso. Em vez de desfalcar times brasileiros nesta fase aguda da temporada, deixou os testes que gostaria de fazer na seleção brasileira em segundo plano para não atrapalhá-os.

Somente Dedé foi convocado para os amistosos de novembro contra Uruguai e Camarões, uma vez que o Cruzeiro já assegurou vaga na Libertadores do ano que vem e que a rigor não corre riscos no Brasileiro. Mas Dudu, Paquetá, Everton, Gabigol e alguns outros terão de esperar – e continuar fazendo por onde ser lembrados nas convocações do ano que  bem.

É bem possível que a chiadeira de vários clubes nas duas convocações anteriores que fez no pós-Copa ajudou Tite a agir com bom senso. No entanto, é justo notar que desfalcar os clubes sempre incomodou o treinador, que a rigor não tem  culpa de o calendário brasileiro continuar, ano após ano, estrangulado, o que faz com que o Brasileirão continue a ser disputado nas datas-Fifa.

Além disso, a Conmebol também não colabora, visto que Libertadores e Sul-Americana também rolam próximos às datas-Fifa.

Por isso, é salutar que Tite esteja negociando com Rogério Caboclo, oficialmente diretor executivo da CBF, mas na prática presidente de fato, além de futuro presidente de direito – a partir de abril do ano que vem – para que esse problema seja resolvido. A partir de 2020, pois CBF e Conmebol já divulgaram o calendário de 2019 e os clubes brasileiros continuarão tendo de jogar nas data-Fifa.

Caboclo pode agir sozinho, fazer o calendário nacional de maneira que os clubes não tenham atividades quando a seleção estiver em ação. Mas tenta negociar com a Conmebol para que esta também se encaixe no calendário internacional. É válido mas, se não der, que faça sozinho.

“NOVIDADES” NA SELEÇÃO

A convocação de Allan era bola cantada. Tite quer testá-lo (convencido por Sylvinho, segundo disse). Mas resgatar Paulinho só pode ser por gratidão ou homenagem. Ou os dois.

Sei que vou ser criticado. Mas considero Fernandinho, que Tite já avisou que voltará a convocar, muito, mas muito mais útil.