As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tite precisa se reinventar de fato ou não irá longe

Técnico tem de rever conceitos, encontrar alternativas de jogo, ser ousado. Ou ele muda ou terá de ser mudado

Almir Leite

15 de novembro de 2019 | 16h54

Tite disse que a seleção brasileira passaria por um  processo de reinvenção nos últimos amistosos do ano.  A ser verdade, ele adiou seus planos para o amistoso com a Coreia do Sul. Isso porque o que se viu no jogo desta sexta-feira com a Argentina foi… patético. Uma seleção confusa, com jogadores mal escalados, sem criatividade, lenta… E que não chuta a gol.

Não se viu nenhuma novidade no esquema tático. E durante todo o tempo a seleção pareceu um bando de jogadores perdidos diante de um adversário que, ao obter o gol que viria a lhe dar a vitória, se fechou e não permitiu à seleção brasileira espaços. E como o time de Tite não tem criatividade, imaginação, nem ousadia, não soube reagir.

Sem contar que Tite fez algumas opções simplesmente incompreensíveis. Willian joga pelo lado direito. Por que colocá-lo do lado esquerdo, no posicionamento do ausente Neymar? E por que não mudá-lo de lado ao ver que não estava dando certo?  Não teria sido melhor colocar Gabriel Jesus (como bate mal pênalti!!!) mais à esquerda. E Firmino? Por que passou boa parte do tempo mais recuado, como se fosse o arco e não a flecha.

E as experiências. É fato que Lucas Paquetá pouco apareceu no primeiro tempo (muitas vezes caindo pelo tal lado direito). Não seria melhor reposicioná-lo em vez de simplesmente substitui-lo por alguém que faz tempo não joga nada?

Além disso, demorar para colocar Rodrygo e Richarlison do jeito que estava o jogo, beira à covardia. E colocar um garoto estreante, Wesley, depois dos 40 minutos, é sacanagem.

Tite precisa acordar. Não pelos cinco jogos sem vencer da seleção. Mas pelo não futebol que joga. E que piora a cada jogo. Ou Tite muda, ou deverá, para o bem da seleção, ser mudado.

Tendências: