Com Bolt lesionado, Gatlin domina os 100 metros no início da temporada
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Com Bolt lesionado, Gatlin domina os 100 metros no início da temporada

Amanda Romanelli

21 de maio de 2014 | 18h20

O americano Justin Gatlin é o homem mais rápido da temporada ao ar livre, que começou há pouco menos de um mês. Em Xangai, no dia 18, o velocista venceu com 9s92. Hoje, em Pequim, Gatlin superou a distância em 9s87. As duas marcas são as melhores do ano até agora, seguidas pelos 9s95 do francês Jimmy Vicaut.

Gatlin optou por não disputar o Mundial de Revezamentos, que será realizado em Nassau (Bahamas), no fim de semana. Da mesma maneira, Usain Bolt é ausência certa na equipe jamaicana. O recordista mundial se recupera de uma lesão no pé, sofrida em março, e só voltará à ativa no mês de junho – espera-se que sua estreia na temporada seja em Ostrava (República Checa).

Gatlin tem como objetivo derrubar o recorde americano dos 100 metros, 9s69, que é de Tyson Gay desde 2009. O recorde mundial, de Usain Bolt, é do mesmo ano: 9s59.

Logo após a prova de Xangai, no domingo, Gatlin já havia afirmado que  tinha “muito mais a mostrar”, afinal, tinha feito 9s92 sem ajuda do vento. Para ele, os resultados conquistados agora são um aviso para Bolt – e, porque não, também para Gay, que volta de suspensão de doping no fim de junho.

“Eu acho que muita gente tira um ano sabático (entre a Olimpíada e o Mundial). Querem usá-lo como uma temporada de descanso, apenas mostrar a cara aqui e ali. Mas eu acho que esse ano é aquele em que você pode realmente mostrar o seu talento.”

Gatlin corre na pista do Ninho do Pássaro, em Pequim. Estádio que recebeu a Olimpíada de 2008 sediará o Mundial de 2012

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: