Lavillenie busca o recorde mundial na casa de Sergey Bubka
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Lavillenie busca o recorde mundial na casa de Sergey Bubka

Amanda Romanelli

15 de fevereiro de 2014 | 07h14

Renaud Lavillenie é o homem que saltou mais alto no mundo além de Sergey Bubka. O francês, campeão olímpico, já tentou bater o recorde mundial do ucraniano por duas vezes nesta temporada. E, provavelmente, buscará fazer isso novamente neste sábado. E em uma competição organizada justamente por Bubka.

Lavillenie, que agora tem 6,08 m como recorde pessoal nas provas indoor, é o grande nome do Pole Vault Stars, torneio organizado por Sergey Bubka em sua cidade, Donetsk, na Ucrânia – local, aliás, onde o mito do salto com vara alcançou o recorde mundial de 6,15 m em 21 de fevereiro de 1993. Será que a marca completará 21 anos? Depende, unicamente, do talento do francês.

O Pole Vault Stars é uma competição festiva, mas que reunirá grandes saltadores – o Brasil terá Fabiana Murer, Thiago Braz e Fábio Gomes. Augusto Dutra, que se recupera de lesão, não poderá competir porque está fazendo tratamento intensivo com vistas ao Mundial Indoor de Sopot, em março. Mas, apesar da importância, é praticamente um evento fantasma – não há site oficial, startlist, programa, nada!

Contei, então, com a ajuda do técnico Elson Miranda, que está em Donetsk, para informar que a competição começará às 15 horas de Donetsk, 11 horas de Brasília. Ele também fez a gentileza de me enviar, por e-mail, o starlist (organizado precariamente por mim – eu sei – em uma planilha):

Em entrevista ao site da IAAF, nesta semana, Lavillenie afirmou que saltar 6,08 m em uma competição na Polônia foi “fácil, quase sem esforço”. E deixa claro que seu objetivo, daqui adiante, é bater o recorde de Bubka. Bom, ninguém mais além dele pode sonhar com isso nos próximos tempos.

NA INGLATERRA

Mauro Vinícius da Silva, o Duda, faz sua primeira competição na temporada também neste sábado, mas em Birmingham (Inglaterra). Campeão mundial indoor do salto em distância, o saltador passou por um período de base complicado, em que teve de lidar com lesões e a mudança para São Paulo. Desde o início da semana, Duda e seu técnico, Aristides Junqueira, estão baseado em um centro de treinamento em Lisboa, onde ele ficará até a véspera do Mundial de Sopot.

Quem também compete na Inglaterra é Keila Costa. A experiente saltadora, que já está classificada para Sopot no salto triplo, tentará também o índice para o salto em distância.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.