A última do português: José Mourinho de olho em Felipe Melo

Antero Greco

23 de fevereiro de 2011 | 15h11

Muito torcedor tem calafrios ao ouvir o nome de Felipe Melo. O volante que encampou ao extremo a “filosofia Dunga” de ser e jogar se transformou em personagem maldito, por sua expulsão no jogo em que a Holanda eliminou o Brasil no Mundial da África. Ninguém por aqui quer vê-lo na seleção, nem pintado de ouro, como diriam as comadres do Bom Retiro. Caiu em desgraça, a ponto de Mano Menezes nunca ter sequer lembrado dele em suas convocações.

Pois não é que o estilo de Felipe Melo tem admiradores? Um deles seria José Mourinho. Jornais e portais italianos afirmam (o www.calciomercato.com é um deles), nesta quarta-feira, que o marrento treinador português teria recomendado à diretoria do Real Madrid que fosse atrás do brasileiro. Sua intenção seria a de tê-lo como opção para o meio-campo a partir da próxima temporada. Mourinho gosta de jogadores combativos, os limpa-trilhos (como Gattuso), que liberam os astros do time para criar.

Ainda segundo os especuladores de mercado, os espanhóis não se incomodariam de pagar 13 milhões de euros (mais ou menos R$ 30 milhões) para contratar o irrequieto marcador. Dinheiro nada desprezível para um jogador que em junho completará 28 anos. A Juventus, que há dois anos o tirou da Fiorentina, vislumbra possibilidade de ganho e sinaliza que aceita liberá-lo por R$ 40 milhões. Se isso for verdade (tem muito chute por aí), quem diz que ter fama de mau não dá cartaz?

Felipe Melo é velho conhecido na Espanha. No período de 2005 a 2008, ele defendeu Mallorca, Racing Santander e Almeria, antes de zarpar para a Itália. Não é um cabeça de bagre – se fosse, Mourinho não iria lembrar-se dele –, mas o que atrapalha é o temperamento. Tanto pode fazer uma exibição esplêndida e sóbria, como perder a cabeça de um momento para outro. Quem o vê em ação no calcio sabe disso. Mas se há quem goste…

Tudo o que sabemos sobre:

Felipe MeloJosé MourinhoJuventus

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.