Argel levanta polêmica desnecessária no Inter

Antero Greco

19 de junho de 2016 | 23h03

Argel Fucks é bom treinador. Ou ao menos mostra potencial para ter destaque na profissão. Já havia chamado a atenção ao mercado pelo bom trabalho no Figueirense. Agora, leva o Inter a excelente campanha no Brasileiro.

Mas, se não tomar cuidado, vai expor vício de treinador antigo: o de reclamar demais e ficar com fama de chorão. A prova preocupante veio após a derrota por 3 a 2 para o Figueirense, no final da tarde deste domingo.

Ele se irritou com o árbitro Luís Flávio de Oliveira, ligado à Federação Paulista de Futebol, por erro na marcação de pênalti em favor dos catarinenses. (Lance duvidoso, vá lá.) Na avaliação que fez, a decisão influenciou o resultado final. Até aí, tudo bem. Não há um técnico que não chie contra arbitragem, ao se sentir prejudicado.

O pior veio na sequência. Não quando lembrou que Luís Flávio havia apitado jogo do Inter contra o América e tinha sido generoso na distribuição de cartões. Chato mesmo foi falar que fica estranho colocar “árbitro paulista” num momento em que o time dele disputa a liderança com time de São Paulo (no caso, o Palmeiras).

A ideia foi imediatamente comprada pelo vice de futebol colorado, Carlos Pellegrini, que usou discurso semelhante e promete pressionar a CBF. Típico raciocínio pequeno, preconceituoso e que não beneficia em nada o clube e o campeonato. A CBF não é modelo de transparência, mas com nove rodadas fazer esse tipo de insinuação só serve para tumultuar e, em algumas situações, para mascarar os próprios erros.

Pior é que tem torcedor que compra esse tipo de conversa e passa a ver qualquer tropeço do próprio time como consequência de uma trama maldosa. Sempre a maldita história de teoria de conspiração, um dos atrasos de vida no nosso futebol.

Com isso, coloca pilha nos jogadores e a gente sabe como esse filme termina. O Inter tem qualidade pra brigar pelo título, se se preocupar em jogar bola. Árbitros erram muito, até a favor, como no segundo gol do próprio Inter contra o Figueirense…a bola tinha saído.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.