Corinthians doma “Touro” e avança

Antero Greco

16 de abril de 2016 | 19h46

O Red Bull Brasil chegou a Itaquera em grande estilo. Com uma campanha de assustar El Cordobês, o famoso toureiro: tinha colocado para correr os grandes na tourada do Paulistão – estava invicto contra Palmeiras, Santos e São Paulo.

Mas a fama durou pouco tempo, em alguns minutos o “Touro Louco” conheceu a capa, a ginga e os dribles da equipe de Tite: 4 a 0 sem discussão ou choro. Com direito a olé! gritado por quase 40 mil pessoas a partir dos 25 minutos do segundo tempo.

Nem mesmo o artilheiro Roger pôde brilhar, embora fosse o único a comprovar a fama: por duas vezes colocou o goleiro Cássio em ação. No mais, discutiu com Bruno Henrique e passou o pé em Felipe, levando o cartão amarelo.

Quanto ao Corinthians, teve atuação sólida. Não foi brilhante, mas se deslocou com inteligência, buscou as triangulações e explorou como sempre os alas Fagner e Uendel.

Por isso, aos 16 minutos já vencia por 1 a 0: na cobrança de escanteio, a zaga rebateu e Giovanni Augusto jogou o corpo e acertou a bola no ar, com o pé direito.

Era o que o Corinthians precisava para jogar ao ritmo do maestro (no caso toureiro) Elias. Sempre tocando com rapidez, iniciava os contra-ataques. E, aos 39 minutos, André aproveitou cruzamento da direita, se atirou no meio dos zagueiros e tocou a bola, que foi toda manhosa ultrapassar a linha: 2 a 0.

O terceiro gol só não saiu ainda nos primeiros 45 minutos, num cruzamento de Fagner – quando o goleiro já estava fora do gol –, porque a cabeçada de André foi salva pelo zagueiro Diego Sacoman.

A expectativa para o segundo tempo era de que o Red Bull reagiria, mas o time de Tite, com muita calma e um jogo ofensivo, colocou o adversário na roda. A partir dos dez minutos os alvinegros tiveram três chances em sequência: primeiro com Fagner, que Saulo conseguiu defender. Depois com Alan Mineiro, que o goleiro mais uma vez defendeu. E por fim com Alan Mineiro novamente e aí o placar foi para 3 a 0.

Mais cinco minutos e Alan Mineiro deu ótimo passe para Lucca bater com estilo para fazer 4 a 0. O jogo acabou aí, embora Romero tenha desperdiçado o quinto gol.

Agora, o Corinthians pensa no jogo de quarta-feira contra o Cobresal, pela Libertadores.

E o artilheiro Roger volta para a Ponte Preta, com 11 gols na bagagem.

Quanto ao Touro Louco, ainda não foi desta vez que passou para as semifinais do Estadual.

(Com participação de Roberto Salim.)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: