Falcão continua bem com o pé esquerdo no Inter…

Falcão continua bem com o pé esquerdo no Inter…

Antero Greco

19 de abril de 2011 | 22h33

O Inter ganhou do Emelec por 2 a 0, no Beira Rio, na noite desta terça-feira, fechou a fase em primeiro lugar no Grupo 6 (13 pontos) e segue adiante na Libertadores. Não fez mais do que a obrigação para uma equipe tecnicamente superior a seu adversário. Mas teve dificuldade, pois os gols surgiram só no segundo tempo, com Rafael Sobis (aos 6) e Leandro Damião (aos 38).

Não foi uma exibição impecável dos colorados. A equipe de Paulo Roberto Falcão emperrou na primeira etapa, sobretudo porque a criação no meio-campo, a cargo de D’Alessandro e Andrezinho, não funcionou. O sistema defensivo, em compensação, não ficou exposto, mesmo com um ou outro susto (normais) do rival equatoriano.

Gostei da postura do Inter na segunda fase. Está certo que o gol de Rafael Sobis logo no começo desestruturou o Emelec, que precisava da vitória para se garantir. Mas os atuais campeões sul-americanos tiveram o mérito de serem mais objetivos, práticos e rápidos. O time se soltou, criou, empurrou o Emelec para seu próprio campo.

As oportunidades surgiram com frequência e o segundo gol foi apenas consequência do domínio. É a segunda partida de Falcão no comando do Inter e, aos poucos, ele ajusta o esquema tático. Já disse que não pretende inventar e que jogará o simples. Tomara, mas para tanto é preciso ter as peças adequadas. Os resultados ajudam nessa caminhada.

Falcão, por enquanto, tem estreias (no Campeonato Gaúcho e na Libertadores) com o pé esquerdo. Epa, com o pé direito, dirá você! Para mim, que sou canhoto, é o esquerdo. Cada um olha o seu lado…

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.