Lá vem o Pato, pata aqui, pata acolá…

Antero Greco

07 de julho de 2013 | 19h09

Bahia e Corinthians não gastaram a bola no gramado da reconstruída Fonte Nova. Mas a partida disputada na tarde deste domingo, em Salvador, teve um aspecto notável. Sabe qual foi? O desempenho de Alexandre Pato. O rapaz não andava lá com muito cartaz, ultimamente, esquentou banco e colocou dúvidas em torno do futuro. Pois, desta vez, saiu como personagem principal, ao marca os gols da vitória por 2 a 0.

E que gols! No primeiro, matou no peito lançamento que veio de longe, ajeitou, bateu, pegou o rebote da trave e mandou pra rede. No segundo, emendou uma bomba de primeira. Com esses lances decisivos, antes do intervalo, definiu o placar e tirou uma tonelada das costas. Com moral pra cima, movimentou-se pra todos os lados, ajudou a defesa, recuperou bolas, abriu espaço e serviu Romarinho e Guerrero.

Pato jogou como se espera de um jogador de enorme qualidade. Saiu dez minutos antes do fim e deixou no ar a sensação de que retomará sequência forte, como no começo do ano. Tomara que as dores variadas e constantes não o atormentem. Pato tem potencial para ser umdos destaques do Brasileiro. Vai depender apenas dele.

O Corinthians, por extensão, mostrou condições para recuperar papel de protagonista na Série A. Tite teve baixas significativas, como as de Danilo, Douglas, Emerson e ainda viu Renato Augusto sair de campo com outra contusão, dessa vez no rosto. Mas a equipe sustentou regularidade praticamente o tempo todo. O Bahia incomodou no início.

A defesa se recompôs, Guilherme aos poucos encontra espaço no meio, assim como Ralf trata de acelerar o entrosamento como o novo companheiro de setor. A segurança ficou evidente na etapa final, em que os corintianos se resguardaram, trocaram passes, chegaram à aprea baiana sem forçar o ritmo. A vantagem poderia ter sido até maior. O Corinthians dá sinais de que voltará a brigar por lugar de protagonista no campeonato.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: