Mano diminui experiências na seleção

Antero Greco

19 de maio de 2011 | 15h08

A lista de Mano Menezes aumentou no número de convocados (são 28 em vez dos 22 ou 23 habituais), mas tem poucas surpresas para os amistosos com Holanda e Romênia, no começo de junho. Novidades, como se sabe, são Fred, Thiago Neves e Fábio, jogadores com os quais ele ainda não havia trabalhado. O trio foi chamado por seu desempenho nos clubes, tanto nos Estaduais, como em competições nacionais e internacionais.

A presença do trio significa que as experiências continuam a ocorrer, embora em menor escala. Isso de certa forma é bom. Não gosto muito quando um treinador muda demais as convocações para a seleção, sejam quais forem os motivos alegados. Na medida em que o leque está sempre muito aberto, fica mais demorado o processo de montagem do time ideal, ou aquele que mais se aproxima do que pretende.

Não diria que Mano já tenha essa equipe, depois de seis jogos apenas na seleção. Mas distribui pistas a respeito de vários de seus favoritos e mostra tendências. A principal delas é a de que haverá perfil bem alterado, para 2014, daquele que se viu em 2010. Não sobreviverão muitos do grupo levado por Dunga para a África do Sul. Vários saem de cena, por idade, e muitos por troca de mentalidade.

Na média, a mais recente convocação é boa. Não havia muito como fugir nesta ou naquela posição. Pela distribuição das vagas, dá para perceber que tem fechados, aparentemente, um setor: a defesa. São três os goleiros, quatro os laterais e quatro os zagueiros. Isso quer dizer que Julio Cesar, Daniel Alves, Thiago Silva, Lúcio e André Santos provavelmente formem como titulares.

As alternativas maiores são no meio-campo e no ataque, setores que perderão alguns para a Copa América. Salvo erro de avaliação, Lucas (Liverpool), Ramires, Elano, Lucas (São Paulo) estarão na Copa América, assim como Neymar, Robinho, Pato. No meio, portanto, Sandro, Elias, Jadson, Anderson, Henrique e Thiago Neves brigarão por mais quatro lugares, se Ganso não for mesmo chamado. Na frente, Nilmar, Fred e Leandro Damião se baterão por um lugar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.