Neymar promete atormentar o Corinthians. Vai conseguir?

Antero Greco

19 de junho de 2012 | 21h44

Esse Corinthians x Santos promete. Depois do cutuca aqui de Luiz Álvaro Oliveira e devolve ali, de Andrés Sanchez, por causa da condição física de Neymar, eis que o próprio entra em cena e dá uma de morde e assopra. O astro santista disse que não ficou cansado com os jogos pela seleção, nos Estados Unidos, e avisa que partirá para cima dos adversários no clássico desta quarta-feira no Pacaembu.

O moço saiu da toca em grande estilo, depois de alguns dias de silêncio. Neymar tratou de botar água na fogueira das vaidades dos cartolas, abaixou o tom da polêmica provocada pelos compromissos da é amarelinha e centrou o foco da discussão no jogo que vai apontar um brasileiro finalista na edição deste ano da Libertadores.

Neymar se garante pronto para aguentar o tranco, disse que o Santos vai pra cima e deixou no ar que não teme pressão e cobranças por atuação marcante. Bom sinal. Indício de que amadurece e que se acostuma a lidar com o futebol de gente grande. Se ele é a estrela da companhia – e é badalado e recebe por isso –, que saiba também assumir responsabilidades. É nesses momentos que surgem os foras-de-série.

A prova pode representar a maturidade de Neymar. No ano passado, houve salto enorme, com a conquista do título sul-americano. Agora, pode vir a consolidação, caso seja decisivo para anular o quadro desfavorável para a equipe dele.

A tarefa não é fácil, pois topará com o melhor sistema defensivo da Libertadores de 2012. Mas, se estiver mordido como diz (não jogou nada na partida anterior), é hora de mostrar que cumpre promessas e não entrará para o grupo de fanfarrões do futebol.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.