Sábado de aleluia para Neymar e Adriano

Antero Greco

26 de fevereiro de 2012 | 01h06

A quaresma mal começou, mas o sábado foi de Aleluia para Neymar e Adriano. Os dois foram protagonistas nas vitórias de Santos e Corinthians, saíram de campo aplaudidos e mostram evolução física no Campeonato Paulista. Neymar fez dois, nos 6 a 1 sobre a Ponte Preta, e Adriano marcou no 1 a 0 do líder Corinthians diante do Botafogo.

Pela indefinição que tem cercado a passagem no Parque São Jorge, o desempenho de Adriano chamou mais a atenção. O atacante que dias atrás completou 30 anos está menos volumoso do que há algumas semanas, mostra mais resistência e fôlego (tanto que ficou em campo o tempo todo). E prevaleceram colocação e “faro de gol” no lance que decidiu o jogo, logo aos 3 minutos do duelo no Pacaembu.  Bem colocado na área, aproveitou cruzamento para marcar.

Ainda participou ativamente de outras jogadas, arriscou chutes e cabeçadas, fez papel de pivô. Mereceu os aplausos do público e não posou de autossuficiente após o jogo. Adriano reconheceu que ainda está longe do ideal. O torneio doméstico, porém, se apresenta como caminho para sua recuperação e a cartada final no Corinthians.

Em Barueri, Neymar deu mais um show, assistido pelo compadre Ganso. Ambos foram muito bem diante da Ponte. Neymar abriu e fechou a conta, com gols aos 27 do primeiro tempo e aos 32 do segundo, participou dos gols de Ganso (2 a 0 aos 33 minutos) e Edu Dracena (4 a 1 aos 13 da etapa final), sofreu várias faltas e provocou a expulsão de Cicinho e Guilherme. (A Ponte ainda teve Renato Cajá também com vermelho).

Neymar esteve mais atrevido do que nunca, até no visual, já que entrou com um cabelo ‘moicano’ mais espetado e pintado. Com a bola a rolar, atormentou a zaga campineira e viaja para a Suíça embalado para o amistoso do Brasil com a Bósnia, na terça-feira. O ano de 2012 definitivamente começou para Neymar e sua turma.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.