Santos confirma boa fase e Timão cai

Antero Greco

27 Agosto 2015 | 01h11

O Corinthians lidera o Brasileiro – muito bem, com méritos e é forte candidato a mais um título. Mas, na Copa do Brasil, a aventura foi interrompida na noite desta quarta-feira. E com nova derrota para o Santos, desta vez por 2 a 1 e em casa. Na semana passada, na Vila, havia perdido por 2 a 0.

Pra começo de conversa bom deixar claro que não foi o Corinthians que caiu, mas o Santos que avançou. Porque a rapaziada de Dorival Júnior esteve superior ao adversário nos dois clássicos. As duas vitórias consecutivas foram justas, sem reparos, e mostraram um time em evolução. Fato que hoje o Santos é diferente daquele time instável, inseguro, na zona de rebaixamento até um tempo atrás. Mesmo com limitações, cresce no Brasileiro e avança na Copa.

O risco do Santos era levar um gol logo do Corinthians, o que poderia incentivar o rival. Risco zerado com o gol de Gabriel aos 14 minutos do primeiro tempo. Àquela altura, o Corinthians precisava de 4 gols para seguir adiante – e jogou a toalha. O trabalho do Santos foi rolar o tempo, despreocupadamente, sem desgaste, sem pressa, sem correria. A missão impossível era do outro alvinegro.

Tarefa que se tornou estratosférica com o gol de Ricardo Oliveira aos 18 minutos da etapa final. O gol de Romero aos 28 serviu só para salvar a honra. O Corinthians esteve o tempo todo entregue ao Santos, e não mostrou nem um pouco o poder de reação e o equilíbrio do Campeonato Brasileiro. Pior: foi a terceira eliminação em casa, neste ano: antes, havia sido no Paulista e na Libertadores.

O bacana, para o Santos, está no fato de que deixou de depender tanto de Ricardo Oliveira, o artilheiro e mais experiente. Ele continua a fazer a parte dele, mas conta com a colaboração importante de jovens como Geuvânio, Lucas Lima, Gabriel, Zeca. Esses moços estavam sem moral e sentiam a fase ruim; agora, são fundamentais na ascensão do time.