Santos reclama fora de hora

Antero Greco

15 de junho de 2012 | 12h13

O Santos está aborrecido com Mano Menezes pela convocação de Neymar (e de Rafael e Ganso) para os amistosos recentes da seleção brasileira e por poupar o Corinthians, que não teve jogador chamado para tais compromissos. Na avaliação do presidente Luís Álvaro Oliveira, a atitude minou sua equipe ao mesmo tempo em que ajudou o rival a preparar-se para as semifinais da Libertadores.

O dirigente santista acha que nisso teve participação também de Andrés Sanchez, diretor de seleções da CBF, ex-presidente do Corinthians e padrinho de Mano na seleção. Ou seja, está em curso uma teoria da conspiração para prejudicar o atual campeão continental e para favorecer o único dos grandes paulistas que ainda não tem a Libertadores no currículo.

O Santos faz bem de reclamar na parte que lhe toca – mas chiou tarde. Semanas atrás, quando saiu a lista de Mano, escrevi aqui e falei na ESPN, que Luís Álvaro deveria ter feito trabalho de bastidores para livrar seu principal jogador de maratona extra, e desnecessária, de jogos. Como hábil negociador, deveria argumentar que era imprescindível contar com o moço por aqui, inteiro, descansado e concentrado para a Libertadores.

Era para pegar pesado – e o Santos dormiu no ponto. Agiu bem em relação a Ganso, que foi operado e fim de papo. Mano não gostou, e daí? Poderia o mesmo acontecer com Neymar. O treinador da seleção iria estrilar, quem sabe insinuaria que não o chamaria mais. Duvido que levasse adiante tal retaliação, pois sabe que Neymar é importante para seus projetos.

Não adianta reclamar agora, porque soa como choro de (quase) perdedor. No momento adequado, teria sido um clamor mais consistente, e talvez obtivesse sucesso. Luís Álvaro e santistas têm de torcer para que Neymar recupere o pique até o próximo duelo alvinegro.

Mas o fato de o Corinthians não ter convocados para a seleção neste momento seria um indício de desprestígio? Um campeão brasileiro não tem ninguém de nível suficientemente bom para defender a amarelinha? Mano não bota fé em seu antigo grupo? Andrés concorda?

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: