Santos, Santos: quem te viu, quem te vê

Antero Greco

23 de agosto de 2015 | 00h00

Pessoal, o Santos até um tempo atrás parecia mortinho da silva. Nada ia bem, os resultados não apareciam, faltava dinheiro, despencava na tabela e, por extensão, a torcida pega no pé. Dorival Júnior chegou, sem muita conversa fiada deu uma ajeitada e a equipe hoje é outra: reage no Brasileiro e tem condições de seguir adiante também na Copa do Brasil.

Outro indício de recuperação veio na noite deste sábado, com os 5 a 2 sobre o Avaí, na Vila Belmiro. Mais que o placar vistoso, valeu pelo futebol em evolução do campeão paulista. O Santos dominou de cabo a rabo, ignorou esboços de pressão do adversário catarinense e manteve a subida na classificação.

Agora tem o excelente retrospecto de quatro vitórias e dois empates nas últimas seis rodadas da competição, desde que perdeu para o Palmeiras por 1 a 0. Com os 14 pontos conquistados, foi a 27 e ocupa a metade da tabela. Ótimo para quem frequentou a zona de rebaixamento durante várias rodadas.

Dorival fez a proeza de colocar os nervos no lugar de todo mundo – de veteranos como Ricardo Oliveira, Renato, David Braz aos jovens que agora são maioria. Gente como Thiago Maia, Gabriel, Lucas Lima, Marquinhos Gabriel andava um tanto sem confiança e agora se solta. Com eles, melhora o conjunto e o vendaval parece ter passado de vez.

O nó contra o Avaí foi desfeito com menos de 15 minutos, nos gols de Gabriel e Thiago Maia. O gol de Leo Gamalho aos 28 minutos serviu para colocar um pouco de colorido. Na volta do intervalo, Ricardo Oliveira aumentou (bobagem não ter comemorado, como “protesto”), Nilson fez o quarto, Gamalho diminuiu e Lucas Lima fechou a conta.

Se mantiver essa toada, daqui a algumas semanas o Santos também fará sombra à turma do topo da tabela. E, de quebra, tem o desafio de passar para as quartas de final da Copa do Brasil, desde que sustente a vantagem de 2 a 0 que abriu sobre o Corinthians.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: