São Paulo se diverte no sábado de carnaval

Antero Greco

14 de fevereiro de 2015 | 22h01

O São Paulo começou o carnaval com tudo. O que poderia ser um desafio virou diversão, no começo da noite deste sábado. Muricy Ramalho levou todos os reservas para o jogo com o Bragantino e voltou de Bragança Paulista com 5 a 0 na bagagem, sem fazer esforço. O time precisou do primeiro tempo para liquidar a incumbência (com três gols). Os outros vieram na maciota, sem desgaste e em ritmo de treino.

O técnico tricolor resolveu dar descanso geral para a trupe. No meio da semana, após o empate com o Santos, ainda deixava no ar a possibilidade de não poupar muito. Conversa fiada. Ele sabe que o importante é o clássico da quarta-feira com o Corinthians, pela Libertadores. Não seria tonto de arriscar e foi de mistão mesmo.

E o a formação “alternativa”, como alguns gostam de falar, deu conta do recado com um pé nas costas. Com toque de bola rápido, deslocações, passes certos, envolveu o Bragantino desde o início e os gols saíram naturalmente. Boschilia aos 21, Alan Kardec aos 28 e Pato aos 35 decidiram a partida com os respectivos gols. No segundo tempo, no gingado de escola de samba, Boschilia aos 2 e Centurion aos 46 completaram a surra.

Gostei do gringo Centurion. Estreou com personalidade, tirou rivais para dançar, levou pancadas, fez tabelas e ainda fechou a conta no placar. Pode crescer muito. Dória também fez a primeira aparição. Discreto, seguro, sem trabalho com os atacantes do Bragantino. Kardec e Pato continuam firmes na disputa por vaga ao lado de Luis Fabiano.

Enfim, um São Paulo reserva que proporcionou a Muricy observar alguns jogadores para a quarta-feira e também para a consolidação do São Paulo para 2015.