Santos implacável derruba o Fluminense

Antero Greco

04 de outubro de 2015 | 18h37

O Santos continua inclemente na Vila Belmiro. Não há quem resista à força alvinegra na baixada. A mais recente vítima foi o Fluminense, com os 3 a 1 que levou na tarde deste domingo, pela 29.ª rodada do Brasileiro. O campeão paulista terminou a partida no G-4 e ficou à espera de Chapecoense x Palmeiras, em Santa Catarina.

O resultado pareceu adequado, mas não foi. O Santos jogou muito, mas muito mais do que o Flu. Desde o começo até o encerramento apareceu excessivamente na área tricolor, chutou a gol, pressionou, criou chances, marcou e teve lances anulados por impedimentos. Não deixou o rival respirar, pensar, reagir. E só levou gol segundos antes do apito final (Robert aos 46) por relaxamento natural de vitória assegurada.

A superioridade santista contou, para abrir os trabalhos, com a colaboração de Diego Cavalieri. O goleiro do Flu vacilou numa reposição de bola e, na dividida, Lucas Lima fez 1 a 0. O gol no início animou a turma de Dorival Júnior, que dobrou a conta aos 10 com Marquinhos Gabriel.

A vantagem folgada definiu o que aconteceria dali em diante, com cena a repetir-se a todo momento. O Santos ia à frente e o Flu tratava de evitar surra daquelas de envergonhar. Diego Cavalieri evitou outros gols, ainda no primeiro tempo, e só tomou mais um aos 38 do segundo, com Neto Berola.

O Santos tem 46 pontos e briga por vaga na Libertadores. O Flu está com 37 e deve fazer figuração daqui até o fim da temporada. Os dois ainda contam com possibilidade de reencontrar-se na Copa do Brasil, já que são semifinalistas. Os santistas terão o São Paulo pela frente e os tricolores enfrentarão o Palmeiras.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.