Valdivia volta e brilha na goleada do Palmeiras

Antero Greco

06 de julho de 2013 | 18h40

Deu gosto de ver o Palmeiras nos 4 a 0 sobre o Oeste, na retomada da Série B do Campeonato Brasileiro. Pelo resultado folgado, evidentemente, mas mais pelo ritmo da equipe. Gilson Kleina pôde escalar os principais jogadores, depois da paralisação para a Copa das Confederações, e sobretudo contou com Valdivia, enfim de volta.

O chileno ficou cerca de 100 dias sem jogar, resistiu a 75 minutos em Presidente Prudente, e passou no teste físico. No aspecto técnico, tornou o meio-campo ágil e ousado – além disso, participou dos lances que originaram três gols. Pela enésima vez, deixou o torcedor palestrino esperançoso de que possa comandar o time na caminhada que pretende desembocar em promoção para a Série A de 2014.

Valdivia chamou a atenção por causa de outra ausência prolongada. Mas sobressaíram Leandro e Charles, autores de dois gols cada um. O atacante foi perigoso em diversas jogadas, enquanto o meio-campista também funcionou bem na marcação. Mendieta jogou pouco mais de 15 minutos, no lougar de Valdivia, e deixou boa impressão.

O Palmeiras do segundo semestre pode tornar-se mais incisivo, como se espera e deve. O tira-gosto do duelo com o Oeste foi agradável. Falta manter a pegada e aumentar, aos poucos, o entrosamento. A vitória mantém a turma do técnico Gilson Kelina no bloco principal e principalmente baixa o nível de preocupação que havia em torno de Valdivia. Sabe-se lá até quando; o importante é que neste sábado tudo deu certo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: