Vamos ao que interessa: começa o Brasileiro

Antero Greco

09 de maio de 2015 | 01h08

Logo mais, na tarde deste sábado, começa outra edição do Campeonato Brasileiro da Série A. Será a 13.ª na base dos pontos corridos, turno e returno, todos contra todos, leva o título quem chegar à frente dos demais. Regulamento simples, fácil para ser entendido por torcedores dos 20 clubes que jogarão entre si até dezembro. Sei que há quem deseja o retorno dos mata-matas; nem entro nessa discussão, pois o campeonato é para premiar regularidade.

Também não vou discutir se a competição é de alto nível, se vale pouca coisa ou nada. Para mim, vale, e muito. É o principal torneio do calendário nacional, acima de Estaduais e da Copa do Brasil. Ok, tem a Libertadores, a Sul-Americana e até o Mundial, se algum time daqui chegar. Mas são de âmbito internacional. Aqui em casa, dá pra dizer que 2015 começa agora.

O Brasileiro é equilibrado, no que isso representa de bom ou de ruim. Ao contrário de tantos outros similares, não se parte de uma dupla de favoritos, ou de um grande bicho-papão, como é o caso do Bayern de Munique na Alemanha. Sem exagero, se podem listar 9 ou 10 times para levantar a taça em dezembro, depois de 38 rodadas.

O campeonato é longo, sabemos disso, e muda de cara no segundo semestre, assim que se encerrar o mercado europeu. Muitas equipes sofrerão alterações depois de julho/agosto. Muito difícil, portanto, apontar candidatos à hegemonia. O risco de errar é enorme.

Mas aceito o desafio aqui e coloco a relação dos que, no momento, mostram potencial maior. Não necessariamente em ordem. Os quatro paulistas (Palmeiras, Santos, Corinthians, São Paulo) não são apostas furadas, assim como os gaúchos Inter e Grêmio. O bicampeão Cruzeiro, evidentemente, não pode ser deixado de lado, pela estrutura.

Esse bloco desponta como o mais forte. Já Flamengo e Fluminense, assim como o Atlético-MG e o Vasco, ficam um pouco abaixo. Os demais correm por fora, com espaço para surpresas. Briga para cair? Também será equilibrada.

Enfim, hora de curtir nossa bola por aqui. Com o tempo, saberemos quem se preparou bem e quem não passou de cavalo paraguaio.

Boa sorte a todos.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Campeonato BrasileiroSérie A