Vasco mostra ‘alma’ para ir à semifinal da Copa do Brasil

Antero Greco

12 de maio de 2011 | 22h41

O Vasco espantou os fantasmas que o atormentaram no começo do ano, quando foi um fiasco total na primeira parte do Campeonato Carioca. O time das semanas iniciais da temporada, presa fácil até para adversários sem expressão, deu lugar para outro, mais aplicado, eficiente. Enfim, condizente com sua história, como mostrou no empate de 1 a 1 com o Atlético-PR, na noite desta quinta-feira. Com esse resultado, está na semifinal da Copa do Brasil.

Quando foi demitido, depois de derrotas embaraçosas no Estadual, o técnico Paulo César Gusmão garantia que o Vasco verdadeiro estava para ressurgir. Média ou não, ele acertou, pois a reação apareceu no returno do torneio do Rio e principalmente na Copa do Brasil. Nos duelos mais complicados até agora, contra o Atlético, se não venceu (houve empate de 2 a 2 em Curitiba), pelo menos não foi instável e nervoso.

A prova veio no jogo em São Januário, com 20 mil torcedores. O Atlético pressionou, criou chances, perdeu oportunidades (como a de Gueron, aos 32 minutos, com gol livre). Mesmo assim, não impressionou o Vasco, que devolveu na mesma moeda. Isso fez com que a partida se tornasse boa, movimentada, com lances de emoção.

A adrenalina, porém, ficou para o segundo tempo, com os gols. Primeiro, o do Atlético, com Nieto aos 28 minutos. Depois, com o empate, em gol de Elton, aos 35. O Atlético mostrou que dará trabalho no Brasileiro. O Vasco provou que a fase pior passou, que a reformulação dá resultados e, o mais legal, que tem potencial para crescer.

Tudo o que sabemos sobre:

Atlético-PRCopa do BrasilVasco

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.