Vitória renasce com Ney Franco e freia o Furacão

Antero Greco

30 de setembro de 2013 | 00h22

Pessoal, o Ney Franco pegou o Vitória, no começo do mês, e tinha toda a pinta de que havia entrado em barca furada. Na estreia, derrota para o Flamengo por 2 a 1, e logo o medo de que a equipe não iria encontrar rumo. E, pra piorar as coisas, o técnico recém-contratado vinha de uma experiência conturbada e traumatizante no São Paulo. Quadro nada animador.

Ficou só na má impressão inicial. Dali em diante, não é que o Vitória se ajustou aos poucos? Dê uma espiada no retrospecto recente, para comprovar: 3 empates e 3 vitórias, 12 pontos valiosíssimos, que colocam a Série B a bons palmos de distância. E isso era o que interessava. A parceria tem feito bem a Ney e ao vitória.

O mais fresquinho dos resultados animadores veio com os 5 a 3 deste domingo sobre o Atlético-PR, em Curitiba. Jogo emocionante, com alterações intensas no placar e teste para o equilíbrio dos dois lados. Os baianos desembestaram a marcar na Vila Capanema e terminaram o primeiro tempo com os mesmos 3 a 0 que a Lusa conseguia diante do Corinthians.

Com esquema ajustado, troca de passes, velocidade certa, o Vitória fez a farra com Renato Cajá aos 17, Ayrton aos 29 e Dinei aos 43 minutos. Coisa de ir para o vestiário a festejar os três pontos diante de um adversário que brigava pela vice-liderança. Resultado fechado.

Fechado coisa nenhuma. O Furacão ventou pra cima Vitória e empatou, com o artilheiro Ederson aos 11 e aos 17 e com Roger aos 23. Parecia jogo do Campeonato Alemão, daqueles encontros malucos em que o placar não fecha antes do apito final.

E foi assim mesmo, até que William Henrique aos 37 e Ayrton aos 41 acabaram com a esperança do time da casa. Partida para aplaudir todo mundo. Mas vale uma observação especial para Ney Franco, que saiu por baixo do Morumbi. Aliás, terá reencontro com seus ex-comandados, dentre eles Rogério Ceni, no jogo marcado para sábado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: