As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A bola fez justiça de novo

Colégio Ofélia

21 de junho de 2010 | 13h14

cronicas.gif
Até sofrer o gol de Gonzalez, aos 29 minutos do segundo tempo, a Suíça tinha como grande orgulho ter passado 558 minutos sem tomar gol em Mundiais. É uma seleção que joga para não perder. Se der, ganha, como aconteceu contra a Espanha, com um gol muito feio, por sinal. Ontem, contra o Chile, o time suíço foi punido duas vezes: tomou gol quando teria pouco tempo para reagir e, ao sair para o ataque, criou uma grande chance aos 44 minutos. Derdiyok, na marca do pênalti, só com o goleiro à frente, chutou para fora. O ataque, definitivamente, não é o forte desse time.

O Chile, com duas vitórias, tem tudo para se classificar à próxima fase no Grupo H, um dos mais difíceis da Copa e que cruzará com o Brasil na próxima fase. Hoje, honrou a campanha das seleções sul-americanas nesta Copa. Nenhuma delas perdeu até agora. Mais: Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile estão muito bem em seus grupos. Se a África decepciona, a América do Sul pode emplacar todos os seus representantes nas oitavas, o que é uma boa notícia, porque são times que não se preocupam só em se defender.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.