As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Anjo da guarda japonês

Baldini Wilson

26 de junho de 2006 | 10h52

Desde que cheguei à Alemanha, um japonês me persegue. É dentro do trem, do McDonald´s, nos estádios, nos ônibus e até nos banheiros das salas de imprensa das 14 cidades que já visitei nesta Copa. Sempre com aquela cara de mestre Myiagui, do Karatê Kid. Cheguei a me invocar com ele, mas toda hora que vou perder a paciência, o simpático oriental some da minha frente. Cheguei à conclusão de que se trata do meu anjo da guarda. Ele está em todos os momentos difíceis aqui na Alemanha. Uma simpatia de japonesinho.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.