AO VIVO – Brasil vence o Uruguai no Mineirão; perto daí, manifestantes atacam lojas e entram em confronto com a polícia
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

AO VIVO – Brasil vence o Uruguai no Mineirão; perto daí, manifestantes atacam lojas e entram em confronto com a polícia

Estadão Esportes

26 de junho de 2013 | 11h02

O Brasil sofreu mas conseguiu chegar à decisão das Copa das Confederações. Com gols de Fred e Paulinho, a equipe comandada pelo técnico Luis Felipe Scolari bateu o Uruguai por 2 a 1. Cavani marcou para o time de Óscar Tabárez. Se em campo, apesar da partida pegada, o clima foi de paz. Fora do Mineirão confrontos tomaram conta dos arredores do estádio.

Além das questões referentes à partida, acompanhamos também a movimentação dos protestos na cidade. O Serviço de Inteligência da Polícia Militar estima que 50 mil pessoas protestam pelas ruas da cidade. De acordo com a Polícia Militar de Minas Gerais, 24 pessoas já foram presas. Um jovem caiu de uma ponte e está em estado grave.

Numa tentativa de evitar tumulto do lado de fora do estádio, que concentrou grande número de pessoas no fim da manhã, os portões do Mineirão foram abertos com uma hora de antecedência, ao meio-dia.

Por volta das 16h, alguns manifestantes entraram em confronto com a PM. Bombas de efeito moral foram lançadas. Na terça-feira, representantes do Comitê Popular dos Atingidos pela Copa de 2014 estiveram reunidos com o governador Antônio Anastasia e firmaram um pacto para que as manifestações ocorram de maneira pacífica.

Vai acompanhar o jogo no Mineirão? Envie fotos pelo Instagram com a hashtag #participaestadao. Você também pode mandar seu relato aqui nos comentários do blog.

Veja como foi a partida entre Brasil x Uruguai.

19h15
Encerramos nossa transmissão do pré-jogo de Brasil x Uruguai e o desenrolar dos protestos em Belo Horizonte. Continue acompanhando as manifestações pelo Brasil pelo Estadão-urgente.

19h04
Bombeiros agora tentam controlar fogo em uma loja de motocicletas, também perto do campus da UFMG.

18h57

Há relatos de pessoas presas na concessionária incendiada pelos manifestantes. Os bombeiros atuam no resgate.

18h48
Polícia dispersa os manifestantes com ajuda da cavalaria e de um helicóptero na Avenida Antônio Carlos. Os manifestantes que ainda restam seguem em direção ao centro. Segundo informações, a saída dos torcedores do Mineirão aconteceu de maneira tranquila.

18h43
Segundo o Corpo de Bombeiros de BH, chamas foram controladas em concessionária em frente ao campus da Universidade Federal de Minas Gerais, na mesma área onde fica o Mineirão. Além de muita fumaça no local, há informações de pessoas presas em salas do mesmo imóvel. Bombeiros ainda atuam no resgate.

18h35

Outra imagem dos incêndios causados pelos manifestantes. Foto: @camilateixeira

18h28
Carro de bombeiros chegam aos focos de incêndio. Manifestantes colocam fogo em objetos no meio da Avenida Antônio Carlos, uma das principais vias de acesso do Estádio do Mineirão.

18h24
Segundo a assessoria de imprensa do Hospital João XXIII, rapaz que caiu do viaduto está em estado bastante grave e teve traumatismo craniano. Ele é atendido agora pela equipe médica do hospital.

18h18

Brasil sofre no Mineirão, mas bate Uruguai e vai à final. Veja como foi a partida: http://migre.me/fcaKs

18h15
Jovem que caiu de viaduto sobre a Avenida Antônio Carlos está em estado grave e respira com ajuda de aparelhos.

18h08
Manifestantes com o rosto coberto continuam na Avenida Antônio Carlos, no sentido centro.

18h05
PELO BRASIL – Em São Paulo, um manifesto contra o Deputado e Pastor Marco Feliciano e o projeto que libera o estudo e tratamento de homossexuais, conhecido popularmente como “Cura Gay”, causa transtornos no trânsito da  capital paulista. Veja mais em: http://blogs.estadao.com.br/estadao-urgente/

18h00
Relatos de uma pequena explosão em um dos focos de incêndio. Possivelmente um carro incendiado dentro de uma concessionária.

17h58
A concessionária que foi incendiada durante o confronto de manifestantes com a polícia já havia sido completamente destruída no sábado (22), quando também houve vandalismo. Placas de trânsito também não são poupadas segundo o repórter Marcelo Portela.   A confusão não dá trégua.

17h55
Termina o jogo no Mineirão. O Brasil vence o Uruguai por 2 a 1 (gols de Fred e Paulinho para a seleção e Cavani para os uruguaios). Resta saber como será a saída dos torcedores do estádio tendo uma situação bastante tensa do lado de fora.

17h51
Segundo informações da Polícia mineira, já são 24 presos. 5,5 mil PMs estão nas ruas de Belo Horizonte no momento.

17h48
Segundo o Corpo de Bombeiros de BH, o manifestante que caiu do viaduto foi levado de helicóptero da Avenida Antônio Carlos até o Hospital João XXIII. Também há registro de incêndio em uma loja de carros na Pampulha. A viatura tenta se aproximar desse local, mas há dificuldades por causa do confronto entre PM e manifestantes.

17h42

Imagem da concessionária de veículos que teve objetos incendiados. Foto: @meiodabeirada

17h34
PELO BRASIL – No Recife, duas pessoas feridas quando houve um ataque com pedras na manifestação que caminhava pacificamente. Foram feridos  um militar  e um fotografo argentino.

17h29
Manifestantes invadem uma concessionária e colocam fogo. Fumaça sai das janelas do prédio enquanto manifestantes pegam objetos, retiram do prédio e incendeiam do lado de fora.

17h27
Vídeo mostra manifestação em Belo Horizonte antes do início dos confrontos:

17h24
Veja outros protestos pelo País: http://blogs.estadao.com.br/estadao-urgente/

17h18
Diversas lojas são atacadas pelos manifestantes.  Concessionárias de veículos foram atacadas e depredadas.

17h11
Segundo informações do repórter do Estadão, Marcelo de Castro Portela, que está no entorno do Mineirão, a confusão começou justamente quando um grupo de destacou da manifestação e tentou romper o cordão de isolamento que a PM fazia para a chegada dos torcedores. O grupo começou a atira pedras nos militares que fazem cordão de isolamento na Avenida Antônio Abrahão Caram, que reagiram com bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral.  Lembrando que até o momento são 14 presos.

17h06
Manifestantes criam um cordão de isolamento para ajudar os bombeiros a retirar a pessoa que teria caído do viaduto.

17h03
Ambulâncias não conseguem se aproximar do Estádio do Mineirão. Equipes de resgate deixam o veículos para trás e vão a pé até os feridos.  Possivelmente uma pessoa teria caído do viaduto que cruza a Avenida Antônio Carlos.

16h57
Manifestantes tentam usar as grades de contenção utilizados para conter os torcedores para impedir o avanço da polícia.

16h47
PELO BRASIL – Enquanto seguem focos de confronto entre manifestantes e PM em Belo Horizonte, no Recife também há passeata de manifestantes, mas ela acontece de maneira bastante tranquila.

16h43
Bombas são lançadas próximo à Pampulha, na Avenida Presidente Antônio Carlos, principal via de acesso ao Estádio do Mineirão.  Foto: @meiodabeirada

16h38
Neste momento, um grupo de manifestantes com os rostos cobertos carrega as grades de proteção que serviam como bloqueio na avenida. Novas bombas são lançadas.

16h29
Confrontos diminuem, mas clima segue tenso entre a Polícia e um pequeno grupo de manifestantes.

16h24
De acordo com a Polícia Militar de Minas Gerais, até o momento 14 pessoas foram presas com bombas e máscaras. Na avenida Abrahão Caram, próxima ao Mineirão, os policiais usam bombas e gás lacrimogêneo na tentativa de conter manifestantes. Um grupo de pessoas tenta derrubar a grade que protege as imediações do estádio.

16h20
Manifestação se dispersa, mas bombas continuam a ser lançadas tanto por manifestantes quanto pela PM.

16h15
Muitas bombas são lançadas pelos dois lados neste momento na região próxima à Pampulha. 

16h11
Confusão aumenta. Várias bombas são lançadas na região próxima à Pampulha, tanto por manifestantes como pela PM. As pessoas se dispersam e voltam a se reunir na sequência.

16h02
Polícia Militar lança as primeiras bombas em um pequeno foco da manifestação que acontece na esquina da Av. Abrahão Caram.

15h55
Carro de som que acompanha os manifestantes pede que passeata mude de rota, mas muitos gritam que querem seguir em direção ao estádio do Mineirão.

15h41
Manifestantes chegam ao cruzamento da Av. Antônio Carlos com Abrahão Caram, local onde houve confronto com a PM nos protestos dos outros dois jogos. Desta vez, os próprios manifestantes fazem uma barreira para impedir a subida pela avenida que acessa o Mineirão. A passeata deve seguir para a Av. Santa Rosa em direção à orla da Lagoa da Pampulha.


15h27
NO ESTÁDIO – Torcida grita “Brasil, Brasil” com a seleção em campo fazendo aquecimento. Uruguai também aquece no gramado do Mineirão.  Estádio já está quase lotado, a 40 minutos antes do início do jogo

15h20
De acordo com alguns manifestantes ouvidos pelo Estado, o número de pessoas na passeata aumentou porque boa parte se juntou ao grupo em sua caminhada até o Mineirão. Eles alegaram que ficou fora de mão para muita gente se deslocar até a Praça 7 de Setembro, no centro de Belo Horizonte, onde os manifestantes marcaram o ponto zero dos protestos. O grupo decidiu em rápida reunião na praça se dirigir ao estádio, de modo que nessa caminha muita gente engrossou o bloco. A polícia militar estimava que havia 15 mil pessoas na 7 de Setembro. Agora, esse número estimado pelos próprios policiais, é de 50 mil. Todas as ruas nas proximidades do Mineirão estão fechadas e cercadas. Há muitos policiais fazendo essa segurança. O temor maior ainda é pelo confronto.

15h19
Alguns manifestantes chegaram a fazer rapel durante o protesto pelas ruas de Belo Horizonte.

15h09
Passeata segue sem maiores incidentes pela Av. Antônio Carlos. Do lado de fora do Mineirão, situação é tranquila.

15h05
Dez pessoas foram detidas pela polícia nas ruas de Belo Horizonte por estarem munidas de paus e pedras.

15h
ESCALAÇÕES – O Brasil vai a campo com Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar; Neymar, Hulk e Fred. Já o Uruguai inicia com Muslera; Maxi Pereira, Diego Lugano, Diego Godín e Cáceres; Arévalo Ríos, Álvaro González e Cristian Rodríguez; Forlán, Cavani e Luis Suárez.

14h51
Passeata com cerca de 50 mil manifestantes segue de forma pacífica pela Av. Antônio Carlos em direção ao Mineirão. Manifestantes se aproximam da zona de isolamento.

14h37
De acordo com a Radio Itatiaia, de Belo Horizonte, o Serviço de Inteligência da Polícia Militar estima que 50 mil pessoas protestam na Avenida Antônio Carlos.

14h26
O colunista Antero Greco define o jogo de logo mais como “o teste mais difícil”. Saiba por quê.

14h14
Neste momento, jogadores do Uruguai estão no gramado, para vaia dos torcedores dentro do estádio.

14h13
A seleção brasileira acaba de chegar ao Mineirão.

14h11
Os manifestantes reunidos na Praça Sete de Setembro, no centro de Belo Horizonte, decidiram caminhar em direção ao Mineirão. A polícia estima que 15 mil pessoas participam do protesto. Os manifestantes falam em 30 mil. O policiamento é grande nas imediações do estádio, com a presença da Guarda Nacional. Todos estão prontos para qualquer coisa. Há barreiras de proteção e todas as ruas nas imediações do Mineirão estão fechadas. Se os manifestantes quiserem passar, o confronto será inevitável.

14h05
“O futebol só traz alegria, nunca é o alvo”, diz Joseph Blatter, de volta ao Brasil. O presidente da Fifa voltou a insistir que os protestos que ocorrem no País nada têm a ver com a Copa.

13h58
O ônibus que leva a seleção para o Mineirão circula em comboio com o apoio da polícia federal, e roda pelas ruas da cidade sem problemas. Torcedores nas esquinas acenam para os jogadores. O ônibus anda a uma velocidade baixa, perto dos 60 km/h. Um helicóptero da Polícia Federal filma toda a trajetória da seleção.

13h55
A entrada de torcedores no estádio está ocorrendo de forma tranquila. Na esplanada que dá acesso ao estádio, muitos aproveitam para praticar atividades e fazer exames gratuitos, oferecidos por patrocinadores.


13h50
Ônibus com a delegação brasileira acaba de iniciar o deslocamento do hotel para o Mineirão, dez minutos antes do previsto.

13h48
PELO BRASIL – O presidente da CBF, José Maria Marin, sofrerá novo ataque da Frente Nacional dos Torcedores (FNT). O grupo vai realizar mais um ato da campanha “Fora, Marin! Regulamentação Desportiva Já”. O ato está marcado para o dia 29 de junho, sábado, véspera da grande final da Copa das Confederações. A manifestação começará no MASP, na avenida Paulista, em São Paulo. O presidente Marin está com a seleção brasileira em Belo Horizonte.

13h45
O público é pequeno ainda dentro do Mineirão. Os torcedores vão tentando achar seus assentos, sempre com a orientação de um batalhão de voluntários. Do lado de fora, muitas pessoas se divertem nas atividades oferecidas pelos patrocinadores.

13h41
Muitos bares, hotéis e lojas instalados próximos ao estádio, pelo lado da lago da Pampulha, contrataram seguranças privados. Alguns estabelecimentos sequer abriram. Vale lembrar que, em função do jogo, é feriado na capital mineira.

13h37
Prevista para sair ao meio-dia da concentração na Praça Sete, a maior das manifestações que se organiza em Belo Horizonte atrasou em duas horas o início da passeata. Os cerca de cinco mil manifestantes que já estão no local devem iniciar a caminhada em direção ao Mineirão às 14h.

13h34
Muitos carros oficiais da Fifa chegam ao Mineirão sem o adesivo da entidade. De acordo com um funcionário da entidade, a recomendação foi tirar a logomarca da Fifa para evitar eventuais atos de hostis.

13h28
Joseph Blatter, que chegou ao Rio pela manhã (foto) e está em deslocamento para o Mineirão. Como já antecipamos, ele chegará ao estádio de helicóptero, para fugir das manifestações.

13h25
A Fifa informa que o jogo do Brasil com a Itália, o último da fase de classificação, registrou a maior audiência até agora da Copa das Confederações, e não somente na tevê brasileiro. Os índices foram bons também na Itália, Alemanha, Reino Unido e Rússia. Cerca de 50,4 milhões de espectadores nos 10 principais mercados de televisão assistiram o jogo ao vivo, quando o Brasil bateu a Itália por 4 a 2. O recorde anterior da competição era de 52,5 milhões, também em jogos da seleção brasileira. Desses 50,4 milhões, 29 milhões são de brasileiros. A Globo ficou com a maior fatia: 25,3 milhões de espectadores sintonizados. A Bandeirantes alcançou 3,8 milhões de pessoas.

13h20
Uma homenagem dos jogadores brasileiros e uruguaios está prevista para antes do jogo desta quarta-feira. A data de hoje marca os dez anos de falecimento do jogador camaronês Marc-Vivien Foé, ocorrido durante partida da Copa das Confederações disputada na França.

13h10
O Tropeirão, clássico da culinária mineira e que era tradição nos bares do ‘antigo’ Mineirão, está presente na Copa das Confederações.  Custa R$ 12 e tem agradado aos torcedores, como o empresário Leonardo de Oliveira, de 32 anos, que aprovou o prato. Filas também nos quiosques de cerveja e refrigerante, para aplacar o calor de 27ºC que faz em Belo Horizonte.

13h04
Pela manhã, foi fácil retirar os ingressos para o jogo desta quarta-feira. Os torcedores que deixaram para a última hora até que enfrentaram filas, mas o processo foi ágil.

13h
Temendo eventuais atos violentos como visto nos protestos ocorridos no último sábado, muitas lojas no entorno do Mineirão resolveram reforçar a segurança para a semifinal desta quarta-feira.

12h50
No entorno do Mineirão, por enquanto, a chegada dos torcedores é tranquila. Filas só para quem se arrisca a almoçar num restaurante em frente ao estádio.

12h35
Pelo menos 600 pessoas do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra chegaram à capital mineira nesta quarta-feira para se juntarem aos protestos. “Neste momento em que o povo se levanta nas ruas, precisamos pautar também a Reforma Agrária, como alternativa para o desenvolvimento e a produção de alimentos saudáveis para a população, sem agrotóxicos. Nossa juventude também está aqui, e tem sua contribuição a dar nas mobilizações”, disse Enio Bohnenberger, da direção estadual do MST.

12h31
O ônibus que levará a delegação brasileira o estádio já está no hotel. O deslocamento está previsto para iniciar às 14h. Um grupo de pessoas, a maioria trajando verde e amarelo, se concentra diante do hotel.

12h25
Mais de 40 policiais federais estão nesse momento no hotel onde a seleção brasileira está hospedada. São 10 viaturas motorizadas, que farão a escolta do ônibus para o Mineirão. A saída prevista não foi alterada. O Brasil vai se dirigir para o estádio duas horas antes da partida. O trajeto normal, sem batedores, leva 15 minutos. O mesmo efetivo, e aparato, foi deslocado para a concentração do Uruguai.

12h12
A manifestação prometida em Belo Horizonte começa a atingir o número que era esperado, e vai se encaminhando para ser uma das maiores dentre todas as cidades que tiveram o povo na rua. Cerca de 5.000 pessoas já estão na Praça Sete, onde o policiamento é grande. A polícia também revista a mochila de algumas pessoas. Em Fortaleza, nesse mesmo horário milhares de pessoas também já se aglomeravam nas imediações do Castelão.

12h07
O jogo: Felipão escala a equipe que considera ideal. Veja o comentário:

12h04
Até o momento, o trajeto do centro da cidade até o Mineirão é feito com absoluta tranquilidade. Não há congestionamentos, nem manifestações. As principais avenidas da capital mineira estão tomadas por homens da Polícia Militar, da Polícia Federal e do Exército e o clima de medo que tomou Belo Horizonte faz com que poucas pessoas circulem pelas ruas. Por causa da partida entre Brasil e Uruguai, hoje é feriado na cidade.

12h02
ABERTOS OS PORTÕES.
Previstos para às 13h, os portões do Mineirão foram liberados uma hora mais cedo.

12h01
Faltando cerca de uma hora para a abertura dos portões, o movimento é muito intenso do lado de fora do Mineirão. A movimentação é maior do que aquela vista em outros jogos do Brasil para este horário. Em conversas com torcedores, nosso enviado Almir Leite descobriu que a maioria preferiu chegar mais cedo para evitar qualquer problema com os bloqueios e manifestações que acontecem na cidade.

12h
No total, 5.600 homens fazem a segurança para o jogo de hoje em Belo Horizonte. O número inclui agentes da polícia e da  Força de Segurança Nacional. Há ainda 1.500 homens do exército em prontidão.

11h58
PELO BRASIL – Um grupo de manifestantes posicionou 594 bolas de futebol no gramado em frente ao Congresso. O número representa a soma de deputados (513) e senadores (81). Com um chute, eles vão simbolizar a passagem de responsabilidade por melhorias aos parlamentares.

11h53
Algumas pessoas aproveitam a manhã de sol para caminhar no entorno da Lagoa da Pampulha, muitas em direção ao estádio do Mineirão. O clima entre os torcedores, porém, não parece ser de festa. Há até uma certa apreensão em função dos protestos que ocorrem na cidade. “Meu marido está fora da cidade e ligou pedindo para a gente não ir ao jogo, mas eu o tranquilizei”, disse a enfermeira Jandira Cristal, que estava a caminho do estádio junto com os filhos Thiago, 13, e Ricardo, 11.

11h47
O presidente da Fifa, Joseph Blatter, chegou ao Brasil no início da manhã desta quarta-feira e está a caminho de Belo Horizonte. Ele deve chegar à capital mineira por volta do meio-dia. Está previsto que ele vá ao Mineirão de helicóptero para fugir dos bloqueios e manifestações que ocorrem na cidade.

11h41
Numa de suas conversas com jornalistas no hotel em Minas Gerais, Felipão quis saber sobre as negociações no futebol. Não sabia ainda que Ancelloti estava bem perto de assumir o Real Madrid no lugar de José Mourinho. Mas o que isso tem a ver com Felipão? A possibilidade de ter um novo jogador em 2014: Kaká. Foi pelas mãos do treinador italiano que o meia viveu no Milan sua melhor fase. Kaká tem agora um ano para mostrar que pode ajudar o Brasil. Como é jogador de grupo, talvez Felipão arrume um lugar para ele.

11h40
A seleção uruguaia divulgou a escalação para o jogo. Oscar Tabarez manda a campo Muslera; Maxi Pereira, Diego Lugano, Diego Godín e Cáceres; Arévalo Ríos, Álvaro González e Cristian Rodríguez; Forlán, Cavani e Luis Suárez.

11h35
As ruas nas imediações do Mineirão foram cercadas e isoladas por grades. Nenhum carro, nem mesmo credenciado, passa por essas barreiras. Há grupos de policiais espalhados em quase todas as esquinas, times de quatro a seis soldados. A intenção é evitar que tumultos se aproximem do estádio e dos profissionais da Fifa. Mas o trânsito de pessoas é livre, mesmo sem ter ingressos para o jogo.

11h21
Em entrevista ao SporTV, Jèromê Valcke disse que ficará com duas lembranças desta Copa das Confederações: “A imagem que vou guardar desta Copa das Confederações, definitivamente, será a do Neymar. É impressionante o que ele está fazendo. E o jogo entre Espanha e Taiti, porque foi uma atmosfera única. Acho que nunca vi nada assim no passado. Tem coisas que são muito especiais para o Brasil. Por isso, estou dizendo que vamos trabalhar duro, junto com o Governo e o Comitê Organizador Local, e faremos juntos um grande evento. As pessoas que virão de fora para o Brasil vão se divertir. É uma Copa brasileira, organizada com padrão da Fifa, mas é brasileira. No final das contas, ninguém vai dizer que foi a Copa da Fifa. Vão dizer que foi a Copa do Brasil. Isso que importa.”

11h19
Apesar de ainda faltarem cerca de duas horas para a abertura dos portões, centenas de pessoas já são vistas nas imediações do Mineirão. Elas aproveitam os bares do entorno sobretudo para tomar uma cervejinha. O tempo está aberto na cidade, e a temperatura na capital mineira é se aproxima dos 25ºC.

11h10
CBF divulga nota para rebater as declarações do zagueiro uruguaio Lugano. O capitão da Celeste colocou em xeque a escolha da Fifa pelo árbitro chileno Enrique Osses. Lugano disse que isso justificaria uma troca de favores ao Brasil porque a CBF abriu mão de sediar a Copa América de 2015 em prol do país vizinho. O beque também condenou as firulas do Neymar. Disse que ele abusa das simulações em benefício próprio. Foi dessa maneira que o atacante cavou falta para fazer gol de falta contra a Itália, ainda pela primeira fase da Copa das Confederações.

11h09
Clima é de tranquilidade no entorno do Mineirão. O policiamento está reforçado, contando inclusive com homens da Força de Segurança Nacional.

Bom dia!

Começamos agora nossa transmissão para o duelo decisivo entre Brasill e Uruguai.

Nossos enviados Alex Silva, Almir Leite, Guilherme Faria, José Patrício, Marcelo Portella, Mateus Silva Alves, Nilton Fukuda, Robson Morelli, Sílvio Barsetti e Vítor Marques trazem as informações sobre os últimos acontecimentos em Belo Horizonte, local do jogo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.