PRÉ-JOGO – Espanha e Itália se enfrentam em Fortaleza por vaga à final; houve confronto nas ruas da capital cearense
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

PRÉ-JOGO – Espanha e Itália se enfrentam em Fortaleza por vaga à final; houve confronto nas ruas da capital cearense

Estadão Esportes

27 de junho de 2013 | 14h02

As seleções de Espanha e Itália entram em campo no Castelão a partir das 16h para decidir quem fará a final da Copa das Confederações. A Fúria, de Vicente del Bosque, é a favorita, mas a Azzurra, de Cesare Prandelli, quer surpreender.

Além do jogo, mais uma vez há protestos pelas ruas da cidade. Cerca de 3 mil manifestantes, de acordo com a Polícia, se concentram na Av. Dedé Brasil, uma das vias de acesso ao Castelão. Por volta do meio-dia, houve confronto entre PM e manifestantes. No momento, a manifestação é pacífica. A polícia atua nas imediações do estádio desde a manhã desta quinta-feira. 

Nossos enviados Fernando Faro, Lauriberto Braga, Luís Augusto Monaco, Paulo Favero e Tobias Saldanha trazem todas as informações dos momentos que antecedem a partida.

15h33
Encerramos a transmissão do Pré-Jogo por aqui. Acompanhe agora todos os lances de Espanha x Itália!

15h22
O mundo parece apostar mesmo na Espanha para o duelo desta tarde. No bolão virtual criado no site da Fifa,  89% estão apostando em classificação da Fúria no jogo desta tarde.

15h15
ESCALAÇÕES: A Espanha de Vicente del Bosque vai com Casillas; Arbeloa, Sergio Ramos, Piqué e Jordi Alba; Busquets, Xavi, Iniesta e David Silva; Pedro e Fernando Torres. Já a Itália de Cesare Prandelli alinha com Buffon; Bonucci, Barzagli e Chiellini; Maggio, Pirlo, De Rossi, Candreva, Marchisio e Giaccherini; Gilardino

15h07
O cantor e compositor Raimundo Fagner, autor de clássicos como Borbulhas de Amor, ganhou uma camiseta da Espanha da Adidas, uma das patrocinadoras da Copa, e fez questão de colocá-la para assistir ao jogo no Castelão. (Paulo Favero)

15h
Por volta do meio-dia houve confronto entre um pequeno grupo de manifestantes e PMs e homens da Força de Segurança Nacional na Av. Dedé Brasil. No momento, a manifestação é pacífica, mas há muito entulho na rua. (Tobias Saldanha)

14h51
O atacante espanhol Fernando Torres, que deverá estar em campo logo mais, está em busca de uma marca: tornar-se o maior artilheiro da história da Copa das Confederações. Ele disputa a competição pela segunda vez.

14h45
Dois grandes geradores de energia instalados do lado de fora do Castelão já estão funcionado, preventivamente. (Paulo Favero)

14h40
A temperatura elevada na capital cearense faz com que muitos torcedores optem pelo uso de chapéus e protetor solar. Até mesmo policiais militares, que fazem a segurança do lado de fora do Castelão, estão procurando áreas com sombra para ficarem postados. (Paulo Favero)

14h37
Faz muito calor em Fortaleza neste momento. “O termômetro está marcando 30ºC, mas acho que está 60ºC”, brinca o repórter do Estado Paulo Favero.

14h33
O técnico Sérgio Guedes, recém-contratado pelo Ceará, também está no Castelão para assistir ao jogo. Ele aposta na classificação espanhola. O pentacampeão Cafu é outro que já marca presença no estádio. (Paulo Favero)

14h30
Os ambulantes, credenciados ou não, agem livremente nas imediações do Castelão. Muitos, porém, acham que não estão fazendo um bom negócio ficando em torno do estádio, e planejam ir à Fan Fest que se desenrola na praia de Iracema. (Paulo Favero)

14h24
A banda de forró Cacimba de Aluá se apresenta a cerca de 200m de uma das entradas do Castelão. O forró ao vivo anima os torcedores que chegam para o estádio, já em clima de São João. (Paulo Favero)

14h21
Na disputa entre Espanha e Itália, o público parece preferir os ibéricos. Há mais camisas da Fúria do que da Azzurra. Muitos torcedores também estão camisas de clubes daqueles países, como Barcelona e Inter de Milão. (Paulo Favero)

14h16
O clima começa a ficar tenso na manifestação que tenta furar as barreiras montadas pela Polícia na Avenida Dedé Brasil, nas proximidades da Arena Castelão, em Fortaleza. Os policiais usam bombas de efeito moral na tentativa de dispersar o grupo. Os manifestantes recuam, mas quando as bombas cessam, acabam voltando. A cavalaria também tenta dispersar o grupo. Alguns manifestantes revidam com bolas de gude. (Lauriberto Braga)

14h10
A torcida começa a chegar em bom número ao Castelão, cujos portões foram abertos às 13h. A chegada é tranquila, com muitas pessoas trajando a camisa da seleção e de clubes do País – talvez tenham comprado o ingresso antecipado com a expectativa de que o Brasil fizesse seu jogo semifinal em Fortaleza. (Paulo Favero)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.