Aposta por aposta, leva o Paulo Henrique Ganso
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Aposta por aposta, leva o Paulo Henrique Ganso

andreavelar

26 de março de 2010 | 15h16

Paulo Henrique em ação no Mundial sub-20 - Arquivo/AE

Paulo Henrique Ganso em ação no Mundial sub-20 - Arquivo/AE

De Ronaldinho Gaúcho na Copa do Mundo muita gente já desistiu – talvez até mesmo o próprio. Os palmeirenses Diego Souza e Cleiton Xavier não tiveram mais chances. Diego não rendeu o esperado na Juventus (ITA). Diante disso e em meio aos inúmeros volantes da seleção brasileira, começou a campanha por Neymar no time de Dunga. Agora, aposta por aposta, leva o Paulo Henrique Lima, o Ganso, também do Santos.

O futebol do meia, de 20 anos, realmente impressiona. Se ainda não se pode dizer que é um autêntico camisa 10, capaz de substituir Kaká, ao menos seria uma alternativa para um time que por vezes se mostrou preso no meio-campo. Paulo Henrique poderia render até mais que seu companheiro Neymar, esse de estilo parecido com Robinho.

Com ele, a seleção não teria o “mais do mesmo”. A julgar pelas brilhantes atuações no Campeonato Paulista (8 gols em 15 jogos). Jovem, maduro o suficiente, com passes primorosos e chutes precisos, seria uma experiência interessante. Uma aposta diferente e que ainda afastaria de vez o fantasma Ronaldinho.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.