As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

As federações devem tabelar o preço dos ingressos?

Estadão Esportes

28 de janeiro de 2015 | 23h20

A temporada de 2015 ainda não começou oficialmente no Brasil. Apesar dos grandes clubes terem disputado apenas jogos-treino e amistosos de pré-temporada até o momento, um assunto tem causado polêmica nos bastidores: o tabelamento dos preços nos ingressos dos campeonatos Paulista e Carioca.

Em ambos estaduais, as federações locais têm o poder definir os valores mínimos e máximos das entradas. Enquanto no caso de São Paulo aposta-se em preços mais salgados – R$ 40 é o mínimo para entradas inteiras, o que pode ser mudado apenas com autorização da federação -, o Rio de Janeiro definiu R$ 50 como bilhete mais caro e R$ 5 como o mais barato.

Diante desse cenário, Flamengo, Fluminense e a concessionária responsável pela gestão do Maracanã se indispuseram com a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), que é defendida por Vasco, Botafogo e as equipes pequenas do Estado. Na sua opinião, as federações devem ter essa prerrogativa?

[poll id=”839″]

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.