Atletismo: Das ruas… Para as ruas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Atletismo: Das ruas… Para as ruas

andreavelar

21 de abril de 2010 | 20h33

Divulgação/FunfSports - 18/4/2010

Divulgação/FunfSports - 18/4/2010

A rua tem um novo significado para Ana Luiza dos Anjos Garcez. Animal, como é conhecida no atletismo, deixou o submundo das drogas para a glória nas competições. Nesse domingo, 18, venceu mais uma: a Dow Live Earth Run for Water, ou simplesmente corrida pela água, nos arredores do Jockey Club de São Paulo.

De tanto correr da polícia, depois de sair da Febem (hoje Fundação Casa), ela foi desafiada por colegas de rua a participar de provas de longa distância. Começou de cara com uma maratona (42,195 quilômetros) em 1997. “Todo mundo fala que são só 10 quilômetros. Acreditei e me dei mal. Fui uma das últimas”, disse.

Apesar do resultado, se entusiasmou com a ideia de correr profissionalmente. Certa vez, depois de usar todo o tipo de droga, parou diante de uma vitrine na 7 de Abril e ficou admirada com o filme “Carruagem de Fogo” – especialmente a cena em que atletas correm em uma praia. Dormiu com a música na cabeça e logo foi procurar ajuda no Centro Olímpico, no Ibirapuera.

“Sei que minha trajetória de vida não é das melhores. Mas não me arrependo de nada que fiz. Nunca tirei a vida de ninguém. Roubava varal para usar drogas. Cheirei até gasolina nos momentos de mais desespero”, contou.

Com a vitória nos seis quilômetros da corrida pela água (23min30) e completamente “livre de um vício que não seja o atletismo”, Animal tratou de deixar uma mensagem ao planeta. “Que as pessoas gastem menos tempo no banho.” Agora ela se prepara para provas na Argentina e Estados Unidos, por onde já venceu a Maratona da Disney.

A prova masculina foi vencida por Adriano Bastos, em 18min21. Já o tempo do presente repórter, que até pouco tempo atrás não sabia nada de diferentes tipos de pisada, fascite plantar, alongamento dinâmico e frequência cardíaca máxima não convém comentar, não?

Tudo o que sabemos sobre:

atletismo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.